MENU

28/09/2022 às 17h41min - Atualizada em 29/09/2022 às 00h01min

À beira-mar ou nas montanhas, qual dos ambientes é melhor para dormir?

Pesquisadores da Emma Colchões dão dicas de como os turistas podem dormir melhor

SALA DA NOTÍCIA Laís Cavassana
Divulgação

Como o destino de viagem pode impactar o sono? Mar, montanhas, locais em meio à natureza: quais são as melhores opções quando se trata de melhorar o sono e mesmo a saúde? 

Em geral, viajar, seja nas férias ou a negócios, nos obriga a mudar nossas rotinas. Alteramos nossos horários de alimentação, o ritmo em que exercemos nossas atividades e, claro, nossos hábitos de sono. Trata-se, portanto, de um período de adaptação que pode não ser tão fácil quanto gostaríamos, mas que nos dá uma janela de oportunidade para tentarmos mudar hábitos menos positivos e implementarmos rotinas mais benéficas à nossa saúde e bem-estar. 

Alguns destinos de viagem facilitam especialmente a boa qualidade do sono. Onde estão esses lugares e quais características possuem que se relacionam a um bom sono? A equipe de pesquisadores da Emma Colchões relacionou as características de alguns tipos de destinos e explica como cada turista pode se beneficiar delas no que diz respeito ao sono. 

No entanto, a equipe de pesquisadores da Emma ressalta que apesar de alguns destinos promoverem um melhor descanso noturno, o realmente faz diferença para noites bem dormidas é ter produtos de qualidade que nos proporcionam um bom sono, como colchões, travesseiros e até mesmo itens acessórios, tais quais lençóis e roupas de cama, protetores de colchão ou de travesseiro, entre outros. 

"Quando dormimos adequadamente todas as noites, acordamos mais dispostos. E produtos de qualidade são essenciais para isso. Um bom colchão promove alinhamento da coluna, prevenindo dores nas costas e inibindo os despertares noturnos por conta da movimentação do companheiro. Tudo isso sem abrir mão de conforto, que proporciona o bem-estar para de fato relaxarmos”, afirma a psicóloga especializada em terapia cognitiva comportamental para insônia da Emma Colchões, Theresa Schnorbach. 

Mar ou montanha: qual o melhor destino para melhorar o sono? 

Um estudo de 2013, denominado The sleep of elite athletes at sea level and high altitude: a comparison of sea-level natives and high-altitude natives (O sono de atletas de elite ao nível do mar e na altitude: uma comparação entre nativos do nível do mar e nativos de altitude, na tradução livre), concluiu que a exposição a grandes altitudes interrompe o sono para aqueles que são nativos de regiões do nível do mar. Em contraste, não foi observado efeito negativo nos nativos de locais de altitude. Poderíamos deduzir que destinos próximos ao mar seriam melhores locais para dormir. Se o indivíduo está acostumado a ele ou não, sua qualidade de sono não será afetada.  

Já as montanhas parecem prejudicar o descanso de quem não está acostumado a elas. "Uma boa opção é levar consigo itens que tragam conforto e segurança e diminuam os impactos da mudança de rotina, como travesseiros. Afinal a altura do travesseiro impacta diretamente no alinhamento da coluna podendo causar desconforto e até mesmo dores”, explica, ainda, a psicóloga especializada em terapia cognitiva comportamental para insônia da Emma Colchões, Theresa Schnorbach. 

Por que destinos à beira-mar podem ser mais propícios a um bom sono? 

Os componentes naturais presentes no ar fresco à beira-mar são extremamente bons para a saúde - e para o sono. Respirar ar fresco geralmente restaura os níveis de oxigênio, cujas altas quantidades no corpo podem ajudar o cérebro a relaxar mais profundamente e de forma mais restauradora por longos períodos. A luz do sol também beneficia o sono e, se o indivíduo estiver à beira-mar, maiores as chances de absorção do sol. A luz solar pode ajudar a normalizar o sistema de sono e os níveis de melatonina. Quando o sol se põe, o cérebro recebe um sinal natural de que é hora de dormir. É por isso que podemos nos sentir exaustos assim que escurece depois de ficarmos fora o dia todo. Além disso, a vitamina D - que pode ser tomada diretamente do sol - é essencial nos processos cerebrais que produzem a melatonina. 

Outro componente em abundância no ar próximo ao mar é o iodo, essencial para o bom funcionamento da glândula tireoide. Muitos estudos científicos mostraram uma ligação dupla entre o mau funcionamento da tireoide e o sono insalubre. 

Viagem, um período para deixar a natureza nos curar 

Uma viagem pode ser o momento ideal para estar em contato com a natureza, dar um reset no relógio interno e deixá-lo sincronizar-se com os ciclos naturais do corpo. 

Presos em nossas rotinas diárias, raramente percebemos o quão pouco vivenciamos a natureza. No entanto, isso é crucial para a nossa saúde, tanto mental quanto física. Não devemos supor que o tipo de estilo de vida que o homem moderno adotou, longe do verde e da natureza, seja o único possível. 

Tempo ao ar livre pode proporcionar melhora do sono  

Pesquisas apontam que uma semana na natureza redefine o "relógio" do corpo, que então fica mais sintonizado com os ciclos naturais de luz e escuridão. Isso resulta em melhora e maior duração do sono. O problema central é que, em nossa sociedade, temos que seguir padrões que são quase totalmente alheios aos ciclos naturais. Um dos mais notórios é a nossa forte exposição à luz artificial, o que afeta negativamente o nosso sono. Nossos ancestrais provavelmente seguiram a alternância natural entre dia e noite, indo para a cama mais cedo, quando estava escuro e frio, e se levantando com o sol, quando as temperaturas começam a subir. Mas esse comportamento não é comum hoje, com a maioria das pessoas fazendo poucas atividades ao ar livre e ficando acordadas até tarde, graças às luzes artificiais .Estar exposto à luz e temperatura da natureza pode nos ajudar a entender nosso ritmo natural. Locais com mais natureza podem ser bons destinos para entrarmos em sintonia com nosso relógio interior – e até aplicar esse comportamento no dia a dia. 

O verão, por exemplo, é um ótimo momento para reconhecermos nossas inclinações individuais, repensarmos nossas rotinas diárias e ajustarmos nosso horário de sono para, consequentemente, melhorarmos nosso bem-estar. 

Existem tipos de destinos que podem ser inspirações para criarmos bons hábitos. É possível a cada turista aprender ao passar algum tempo em zonas marítimas e respirando o ar fresco à beira-mar ou acampando na natureza, entrando em sincronia com seus relógios internos novamente. 

Para conhecer todas as novidades sobre a marca de colchão mais premiada da Europa, basta acessar o site https://www.colchoesemma.com.br/emma-one/. 

 

Sobre a Emma – The Sleep Company  

Fundada em 2015, na Alemanha, e presente em mais de 33 países, a Emma - The Sleep Company é a marca líder mundial de sono D2C (direct to consumer). A sleeptech, famosa pelos colchões na caixa, chegou ao Brasil em 2019 para revolucionar o mercado do sono ao proporcionar uma experiência de compra única com 100 dias de teste, entrega e devolução gratuita e colchões com 10 anos de garantia. Com a missão de proporcionar a melhor noite de sono aos brasileiros, a Emma Colchões traz produtos com as melhores tecnologias, qualidade e conforto ao melhor custo-benefício. Todos os produtos da Emma são desenvolvidos por especialistas e pesquisadores da indústria do sono, somando mais de 4 milhões de colchões vendidos mundialmente. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »