MENU

05/11/2020 às 00h00min - Atualizada em 05/11/2020 às 00h00min

Escola Maria Francisca Pereira da Silva é entregue à comunidade após reforma e ampliação

Unidade integra o pacote de obras do Fundef

Sara Ribeiro - Ascom
Reformada, ampliada e climatizada, a unidade é a décima escola entregue à comunidade pela Prefeitura, por meio a Secretaria Municipal de Educação,Semed, só em 2020 - Fotos: Edmara Silva
Construção de novas salas de aula, banheiros, cobertura metálica da quadra esportiva, elevação do piso, janelas em blindex, forro, centrais de ar e tantas outras melhorias puderam ser vistas nesta quarta-feira, 04, pela comunidade do bairro Santa Inês e grande Santa Rita na entrega da nova estrutura física da Escola Mutirão que, agora, chama-se Escola Municipal Maria Francisca Pereira da Silva.

Reformada, ampliada e climatizada, a unidade é a décima escola entregue à comunidade pela Prefeitura, por meio a Secretaria Municipal de Educação, Semed, só em 2020. Todas tiveram momento solene, seja com participação da população de forma presencial ou via transmissão ao vivo.

“Estamos vivenciando mais uma transformação  de uma das escolas que estão em obras. Melhoramos toda a estrutura predial das instituições da rede para dar condições de trabalho aos nossos profissionais e, em consequência, agregar mais qualidade no aprendizado e bem estar dos nossos alunos”, destacou José Antonio Pereira, secretário de  Administração e Educação.

Com espaço mais amplo e adequado, também foi implantado na instituição o laboratório de robótica educacional, de ciências e matemática, além da biblioteca com novo acervo, bem como troca de todo o mobiliário por equipamentos novos, inclusive os quadros por lousas mais modernas. “Essa escola é um ganho enorme aos alunos que terão ainda mais qualidade no ensino”, ressaltou Janaína Ramos, secretária de Desenvolvimento Social.

Para viabilizar o acesso dos alunos na volta às aulas presenciais após pandemia, as mudanças também ocorreram na entrada da instituição que passa a ser pela Avenida Industrial. A gestora da unidade, Maria Edna Santos, agradece pelas mudanças. “Quem conheceu a escola antes consegue ver a transformação que ocorreu aqui. É outra escola. Temos um lugar digno para as crianças estudarem e nós trabalharmos. O sentimento é de gratidão”.

Maria Francisca Pereira da Silva - A mudança de nome da escola é uma justa homenagem à dona Francisca do Lindô, que residiu no bairro Santa Inês e era uma incentivadora da cultura popular, desenvolvendo trabalhos com crianças e adolescentes por meio do Lindô e da Mangaba, danças tradicionais do país.

Em 2008, recebeu do Ministério da Cultura o prêmio Mestre Humberto de Maracanã que a reconhece como “Mestra da Cultura Popular do Brasil. Gravou um CD com musicas autorais e de domínio público intitulado “Batalhão Real: Lindô e Mangaba de Dona Francisca.

“Ela amava tudo que fazia e por toda a dedicação à cultura e ações direcionadas à comunidade merecia essa homenagem. Nos sentimos orgulhosos em estar recebendo esse reconhecimento”, declarou Geovane Silva Campos, neto de Francisca do Lindô.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...