MENU

28/09/2022 às 19h37min - Atualizada em 28/09/2022 às 19h37min

Edilson Baldez participa de lançamento de livros na sede da CNI em Brasília

As publicações foram organizadas pela CNI e abordam os 200 anos de Independência do Brasil e análises de magistrados e juristas sobre projetos de lei em tramitação no Congresso Nacional

Coordenadoria de Comunicação e Eventos do Sistema FIEMA
O presidenteda FIEMA, Edilson Baldez prestigiou o lançamento de livros realizados pela CNI em Brasília - Foto: Divulgação
 
SÃO LUÍS – O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA), Edilson Baldez das Neves, em cumprimento à agenda de atividades institucionais, participou a cerimônia de lançamento do livro 200 Anos de Independência: a Indústria e o Futuro do Brasil, na sede da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília, na segunda-feira (26), para rememorar o passado e discutir o futuro do país, em meio às comemorações do bicentenário da conquista da soberania da nação, celebrados neste ano. 

O projeto “200 Anos de Independência – a indústria e o futuro do Brasil”, reuniu 23 especialistas e lideranças políticas e empresariais para reflexões sobre a trajetória do Brasil ao longo dos dois séculos de Independência, seu momento atual e os desafios do país para as próximas décadas. Nas 164 páginas da obra, os autores dos textos externam suas percepções sobre os avanços e fracassos registrados pelo Brasil no período. 

O livro e os seminários tiveram a curadoria do escritor e professor emérito da Universidade Brasília (UnB) Cristovam Buarque, que já foi senador, ministro da Educação e governador do Distrito Federal. Cristovam é responsável, ainda, por análises curtas de cada um dos textos e por um ensaio na parte final da publicação. 

Na terça-feira (27), Baldez participou do lançamento do livro “Segurança Jurídica para o Desenvolvimento Econômico – Análises de Impacto Legislativo”, na CNI. A obra foi coordenada pelos ministros Kassio Nunes Marques, do STF, e Paulo Dias de Moura Ribeiro, do STJ e reúne análises de juristas e ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e do Tribunal Superior do Trabalho (TST) sobre projetos de lei em tramitação no Congresso Nacional voltados à retomada econômica do país. 

O ministro Nunes Marques observou que os países desenvolvidos têm uma característica em comum: a segurança jurídica em suas normas. “A previsibilidade dos destinos, dos veredictos jurídicos, é muito importante para quem deposita todas as suas esperanças no desenvolvimento de uma nação”, destacou. 

O diretor Jurídico da CNI, Cassio Borges, afirma que o propósito da CNI na parceria com o IJC para a produção do livro foi contribuir para a melhoria da qualidade normativa brasileira. “A nossa expectativa é que esse trabalho possa contribuir com a melhoria da produção legislativa. A participação de magistrados e juristas legitima não só o resultado pretendido como tende a repercutir positivamente na qualidade da lei”, destaca o diretor. 

Para o presidente da FIEMA, os trabalhos terão imensa importância para a formulação de leis e contribuirão para as gerações futuras que poderão acompanhar a trajetória histórica do país ao longo dos dois séculos de Independência e os desafios e as perspectivas para as próximas décadas. “Essa é uma oportunidade de pensarmos a legislação que é feita para nós. Conhecer esse processo é poder também ajustar os obstáculos antes que a lei seja produzida para que se adeque perfeitamente à sociedade”, refletiu Baldez. 

Como acessar o livro e os seminários - A versão impressa dos livros tem tiragem limitada. Entretanto, é possível acessar sua íntegra e, de forma separada, cada capítulo ou cada artigo, no hotsite do projeto, onde estão disponíveis também as íntegras dos cinco seminários temáticos que o integram. O hotsite pode ser acessado por meio do  Portal da Indústria (200 anos de independência ( https://noticias.portaldaindustria.com.br/noticias/institucional/cni-lanca-livro-sobre-os-200-anos-de-independencia-do-brasil/). 

Notícias Relacionadas »
Comentários »