MENU

27/09/2022 às 23h13min - Atualizada em 27/09/2022 às 23h13min

Araguaína instala luminárias inteligentes que vão receber sinal da tecnologia 5G

Equipamentos estão na região central da cidade e fazem parte do projeto piloto que contempla apenas 14 municípios brasileiros que estão em transformação digital acelerada

Ricardo Sottero
Ascom Araguaína
As luminárias estão instaladas na Rua Ademar Vicente Ferreira, entre as ruas Sete de Setembro e Gaúcha, e na Rua Vinte e Cinco de Dezembro, entre as ruas das Mangueiras e dos Maçons - Foto: AscomAraguaína/Marcos Sandes/Ascom
 
A Prefeitura de Araguaína finalizou a instalação das primeiras 15 luminárias inteligentes que fazem parte do projeto piloto da implantação da tecnologia 5G na cidade. A iniciativa é da ABDI (Associação Brasileira de Desenvolvimento Industrial), que disponibilizou os equipamentos para Araguaína e mais 13 cidades selecionadas no País que estão em processo de transformação digital acelerada.

Os equipamentos incluem a luminária em LED, câmera de monitoramento e antena para disponibilização de sinal de internet wi-fi e foram instaladas na Rua Ademar Vicente Ferreira, entre as ruas Sete de Setembro e Gaúcha, e na Rua Vinte e Cinco de Dezembro, entre as ruas das Mangueiras e dos Maçons, no centro da cidade.

O secretário da Fazenda, Tecnologia, Ciência e Inovação de Araguaína, Fabiano Souza, explicou que a Prefeitura já habilitou a telegestão à distância das luminárias e das câmeras de monitoramento. A próxima etapa é a liberação do sinal 5G.

“Estamos aguardando a liberação por parte da Nokia, empresa habilitada pela ABDI para ofertar o sinal. Ainda não há um prazo definido para isso, mas estamos com a expectativa que seja ainda no mês de outubro”, afirmou o secretário.

 

Uso da tecnologia

Assim que entrar em operação na cidade, a tecnologia 5G será usada, em um primeiro momento, para integrar os órgãos públicos que estão na região atendida no centro da cidade por meio da conectividade. Posteriormente, existe a proposta de criar zonas livres com sinal de internet via wi-fi gratuito para a população nas localidades atendidas, nos mesmos moldes das cidades inteligentes.

O superintendente de Ciência, Tecnologia e Inovação da Secretaria da Fazenda, Adão Rodrigues, reforçou que a oferta do sinal de internet 5G para os celulares ainda depende das operadoras. “É importante que a população entenda que esse é um projeto piloto e que avaliaremos a viabilidade técnica e econômica da tecnologia na cidade. Se for viável e operacional, faremos a expansão do projeto com mais luminárias”.

Atualmente, cerca de 84 modelos de celulares já estão preparados para navegar com a velocidade 5G de internet móvel no Brasil. A grande maioria dos aparelhos ainda precisará ser adaptada para receber a tecnologia, assim como os chips das operadoras.

 

Conecta 5G

O Projeto Conecta 5G encabeçado pela ABDI contempla as capitais Curitiba (PR) e Maceió (AL) e 11 municípios do país, além de Araguaína: Juiz de Fora (MG), Ceará-Mirim (RN), Petrolina (PE), Jaraguá do Sul (SC), Picos (PI), Sorocaba (SP), Paraipaba (CE), Pato Branco (PR), Foz do Iguaçu (PR), Parauapebas (PA) e Canaã dos Carajás (PA).
 

O que é a 5G

A 5G é chamada de “a nova geração da internet móvel”. Mas além de oferecer uma maior velocidade de conexão com a internet – cerca de 100 vezes a 4G, estabilidade de sinal e mais cobertura, a tecnologia deve mudar as formas de comunicação da sociedade a partir da integração de diversos dispositivos do dia a dia, como celulares, eletrodomésticos, carros, drones, máquinas, entre tantos outros. A estimativa é que a internet permita que até um milhão de equipamentos possam se conectar por quilômetro quadrado.

Outra vantagem é o baixo custo para implantação, já que permite que as estruturas e equipamentos de instalação possam ser fabricados por empresas distintas. Antes, com a 4G, tudo se concentrava em um único fabricante.

No mundo, a primeira implantação da 5G foi feita em 2019, na Coréia do Sul, e atualmente 65 países já usam a tecnologia. No Brasil, algumas capitais iniciaram a ativação no início do segundo semestre deste ano e esta é considerada a primeira etapa do processo de implantação no País.

Um exemplo bastante citado do que a internet 5G será capaz de fazer é um cenário em que uma geladeira inteligente identifica a falta de algum produto, faz o pedido via aplicativo de entregas e a mercadoria chega na residência via drone, tudo conectado por meio da tecnologia.

Notícias Relacionadas »
Comentários »