MENU

23/09/2022 às 19h35min - Atualizada em 23/09/2022 às 19h35min

Imperatriz não consegue reverter placar e fica mais um ano na segunda divisão

Time mais uma vez não teve poder de reação, saiu na frente, mas levou o empate e o sonho acabou

Dema de Oliveira
Tony Love fez o gol do Imperatriz na falha do goleiro Danilo - Foto: Gabriel Dias/Assessoria/SID
 
Torcida apoiou, fez uma grande festa, mas o Imperatriz não conseguiu reverter o placar e fica mais um ano na segunda divisão do futebol maranhense. Time mais uma vez não teve poder de reação, saiu na frente, mas levou o empate e o sonho de retornar à primeira divisão acabou, para esse ano.

O treinador Dejair Ferreira promoveu algumas alterações, em relação ao time que vinha jogando, como a volta do zagueiro Yuri Silva e do lateral esquerdo Igor Tavares. No meio campo, o meia Netto foi escalado desde o início. No ataque, Dyego Vitor e Tony Love saíram jogando.

Com as modificações, o time iniciou até bem o primeiro tempo, mas não conseguiu marcar e a estratégia para reverter o placar de 3 x 0 a favor do Chapadinha, era fazer pelo menos um gol na primeira parte, caiu por terra.

O gol do Imperatriz, entretanto, veio logo no início do segundo tempo, não com jogada feita pelo time cavalino, mas por uma falha gritante do goleiro Danilo, que Tony Love aproveitou e marcou. Mas passados alguns minutos e eis que o goleiro Andrei resolveu retribuir o que Danilo tinha feito e entregou o ouro, que Paulo Victor aproveitou e empatou para o Galo da Chapada.

No placar agregado, o Chapadinha venceu por 4 x 1 e vai decidir o título da segundona contra o Maranhão, que venceu o Sabiá por 2 a 1, ficando com o placar agregado de 5 a 3.

O Imperatriz volta às atividades em janeiro, quando vai disputar a Pré-Copa do Nordeste, a qual tem direito pelo ranking da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Como ano passado, o Imperatriz chegou melancolicamente e antecipadamente, na final de uma temporada. Equívocos foram cometidos na montagem do time, com jogadores fora do padrão do que se prévia. Time fraco, tecnicamente um dos piores que o Imperatriz já montou em todos os tempos, superando até o time do ano passado, que tinha o comando de Charles Guerreiro.

No que se refere ao Campeonato Maranhense, o Imperatriz voltará a campo somente no segundo semestre de 2023 e se subir, só vai disputar a elite em 2024.

A diretoria só deve se manifestar o que será feito de agora para frente, somente na próxima segunda-feira. Quanto aos jogadores, serão todos dispensados, bem como toda a comissão técnica. Para a Pré-Copa do Nordeste, novos jogadores, com aproveitamento de jogadores do Sub-19. O Imperatriz não vai disputar a Copa FMF.

Notícias Relacionadas »
Comentários »