MENU

22/09/2022 às 21h33min - Atualizada em 23/09/2022 às 00h01min

MC Marcinho comemora 30 anos de carreira com projeto de novos singles e participações de importantes artistas

“Quero Te Levar” traz participação da cantora Lourena, que chega acompanhada de videoclipe, 11h

SALA DA NOTÍCIA Redação
Divulgação
Nesta sexta-feira, dia 23, MC Marcinho segue com as comemorações de 30 anos de carreira com a inédita “Quero Te Levar”, faixa que traz participação de uma importante revelação da música atual, a artista Lourena, conhecida por ter integrado o Poesia Acústica. Anteriormente, o artista também lançou “Salve Favela”, com Babu Santana.

Composição assinada pela filha do artista, Marcelly Garcia, com versos autorais de Lourena, a faixa reforça e eterniza o funk romântico conhecido nacionalmente como marca registrada do artista carioca, que fez história nos anos 90 e 2000, com hits como “Glamurosa”, “Rap do Solitário”, “Porque Te Amo”, “Barbizinha”, entre outras. Em 2000, o artista foi batizado como “príncipe do funk” pela atriz e apresentadora Regina Casé.

A parceria com Lourena, que é inédita, surgiu em um momento inesperado para MC Marcinho. “Tenho um amigo onde moro que veio me perguntar se eu já conhecia a Lourena, artista que canta demais e que havia feito uma citação a mim em uma música há alguns anos. Eu não conhecia a fundo, fui procurar e fiquei impressionado”, conta. A faixa é “Dizeres”, lançada em 2018 e que ultrapassou 200 milhões de streams nas plataformas digitais.

Sobre a expectativa para o lançamento: “Estou muito ansioso. O trabalho está muito bacana e foi muito bonito o processo. Minha filha compôs e Lourena criou seus versos, ficou maravilhosa. É um musicão para dançar.” Além disso, para o marco histórico de seus 30 anos de carreira, o artista está preparando um DVD inédito e um documentário que conta a trajetória de sua vida e carreira, além da sequência de singles que terá outros artistas renomados convidados.

Assista ao videoclipe: https://www.youtube.com/watch?v=REFDgqOemSk



Vivendo um momento em que o funk evoluiu, o artista comenta: “O cenário atual é o melhor possível. Os anos 90 foram muito bons, mas havia muito preconceito com o gênero, portas fechadas. Hoje em todo lugar tem funk, dominou o Brasil e o mundo”. Sobre a junção com os outros gêneros, completa: “Acho muito bom, é necessário e eu bebo de todas as fontes. Na minha playlist tem de tudo, desde MPB até a jovem guarda.”

A produção musical é assinada por CMK (que assinou hits de Xamã, Agnes Nunes e Orochi). Ouça “Quero Te Levar” em todas as plataformas digitais: https://labidad.lnk.to/QueroTeLevar


 
Notícias Relacionadas »
Comentários »