MENU

22/09/2022 às 17h41min - Atualizada em 23/09/2022 às 00h00min

Novas tecnologias fazem RH ultrapassar barreiras do tradicional e ser cada vez mais estratégico

Por Pércia Teixeira, Gerente de RH Tech da hypeone

SALA DA NOTÍCIA Percia Teixeira
www.neobpo.com.br
Divulgação
Com a transformação digital e o uso de novas tecnologias, o RH tem se posicionado como uma área estratégica e de gestão para os negócios. Isso porque, quando esta área se torna mais eficiente com o uso da tecnologia, mais importante ela é dentro de uma empresa. Além disso, o uso de ferramentas digitais é um pré-requisito para organizações se tornarem mais competitivas no mercado de atuação.

Por exemplo, uma pesquisa global da Lenovo revelou que 9 em cada 10 CIOs (Chief Information Officer) entre os mais de 500 entrevistados no mundo todo dizem que seu papel e responsabilidades se expandiram além da tecnologia, incluindo áreas não tradicionais, como análise de dados e relatórios de negócios (56%), sustentabilidade/ESG (45%), Diversidade, Equidade e Inclusão (42%), RH/aquisição de talentos (39%) e vendas/marketing (32%).

Os dados mostram que a tecnologia está cada vez mais presente em diferentes áreas para além da Tecnologia da Informação (TI), por exemplo. No caso do RH, ao contrário do que muitas pessoas ainda pensam, o uso de tecnologias não significa substituir pessoas por robôs. Na verdade, trata-se principalmente da aplicação de ferramentas digitais para otimizar processos burocráticos que consumiam muito tempo e atenção dos funcionários.

Quando a tecnologia passa a fazer parte da rotina da área, ela deixa de ser apenas operacional. Assim, com uso de plataformas automatizadas, robôs e inteligência artificial, é possível priorizar a produtividade e o engajamento dos colaboradores.

Dessa forma, atividades que antes eram feitas de forma manual passam a ser automatizadas, fazendo com que processos sejam otimizados e tomadas de decisão sejam baseadas em dados concretos. Com isso, a área pode focar em decisões estratégicas da empresa, ao mesmo tempo em que não se perde tempo com funções operacionais.

Como resultado, o uso de tecnologia só favorece as capacidades de análise e decisão humanas, servindo como ferramenta estratégica e abrindo espaço para o desenvolvimento de competências para um mundo mais moderno e, ao mesmo tempo, com foco nas pessoas. Afinal, um dos mais importantes papéis da área de gestão de pessoas é atrair e reter talentos, pois são as pessoas que direcionam as organizações ao seu máximo potencial.

O melhor de tudo é que, com o crescimento do uso de ferramentas digitais, aumentou o número de empresas que fornecem produtos específicos para a rotina e atribuições de um setor de RH. Dessa forma, é possível utilizar soluções feitas sob medida para processos importantes da área, tais como recrutamento e seleção, onboarding, organização de fluxo de trabalho de grandes equipes, produtividade e comportamento dos times.

Como resultado, essas ferramentas e softwares favorecem a gestão de desempenho, promovendo engajamento e desenvolvimento dos colaboradores. Além disso, os dados e informações extraídos das soluções tecnológicas são mais confiáveis, melhorando a capacidade de tomar decisões com mais segurança.

Agora, imagine todo o trabalho do RH sem essas ferramentas: morosidade dos processos, falhas e erros, dados importantes armazenados em planilhas manuais. Isso faz com que a equipe que trabalha nesta área seja subaproveitada.

Hoje, soluções e ferramentas digitais têm tudo a ver com a gestão de pessoas. Por isso, convém buscar os recursos à disposição no mercado para otimizar os processos de trabalho na sua empresa. Todos os processos e áreas da organização vão se beneficiar, potencializando todo o crescimento do negócio – e das pessoas.

Notícias Relacionadas »
Comentários »