MENU

19/09/2022 às 22h26min - Atualizada em 19/09/2022 às 22h26min

Após ser goleado, Imperatriz inicia preparação para tentar operar um milagre

Time se reapresentou na tarde de ontem com atividade de regeneração para os que jogaram os 90 minutos e bola para os que não jogaram

Dema de Oliveira
Time foi apático, levou de 3 x 0 do Galo da Chapada e só um milagre para voltar à elite esse ano - Foto: Daniel Dias/Assessoria/SID
 
Após não jogar nada e permitir que o Chapadinha o goleasse por 3 x 0, na partida de ida da semifinal do Campeonato Maranhense da Segunda Divisão, o Imperatriz retornou a base na manhã de ontem.

Pela manhã, o time ficou descansando do jogo e da viagem, mas a tarde, aconteceu a reapresentação e o início da preparação para tentar operar um milagre na próxima quinta-feira (23), no Estádio Frei Epifânio. Os jogadores que atuaram os 90 minutos, realizaram trabalho de regeneração muscular com uma sessão de crioterapia e os demais treinaram com bola. Atividades foram realizados no Frei Epifânio.

Aparentemente, o Imperatriz não tem qualquer problema, a não ser de jogar pelo menos uma vez nesse campeonato, e se classificar de volta a elite e a final. Todos os jogadores estão em condições de jogar a partida de volta, marcada para a próxima quinta-feira (23), inicialmente marcada para as 20h, no Pedro Maranhão, em Açailândia, mas que pode ser no Frei Epifânio, no mesmo horário.

O treinador Dejair Ferreira foi bastante criticado pela forma como colocou o time em campo domingo passado. Parecendo até que não tinha qualquer compromisso, escalou o time no 4-3-3, mas poderia ter jogado mais fechado, para evitar o vexame de ter sido goleado pelo Chapadinha. Nas redes sociais, a torcida do Imperatriz, criticou muito o treinador, que não tem qualquer sistema tático definido. O time do Imperatriz, não tem evolução, atitude e principalmente qualquer reação, quando sai atrás no placar. Time foi muito mal em praticamente todos os jogos, inclusive naquele contra o Tupan, o qual venceu por 4 x 0, que só deslanchou quando a equipe Indigena cansou, pois chegou em Açailândia na madrugada do mesmo dia do jogo.

Notícias Relacionadas »
Comentários »