MENU

19/09/2022 às 19h45min - Atualizada em 19/09/2022 às 19h45min

Fiscalização autua 20 veículos em situação irregular em Imperatriz

Segundo a Secretaria de Trânsito, a maioria dos motoristas não tinha a carteira de habilitação

Dema de Oliveira
Caminhão caçamba com carregamento de terra sem a lona - Foto: Divulgação
 
Em uma semana, a fiscalização da Secretaria de Trânsito de Imperatriz, flagrou pelo menos 20 caminhões que fazem o transporte de barro e areia na cidade em situação irregular. A maioria dos motoristas não tinha a carteira de habilitação.

Um dos casos registrados em Imperatriz, uma caçamba foi parada pela blitz, pois transportava um carregamento de barro descoberto, o que configura infração gravíssima, segundo o Código de Trânsito Brasileiro. A multa para esses casos é de R$ 293, 47 e mais sete pontos na carteira, mas o motorista da caçamba em questão não tinha nem a carteira de habilitação.

O agente de trânsito Hodslan Maciel disse que muitos motoristas circulam sem habilitação, o que pode colaborar para muitos acidentes, principalmente com veículos que transportam areia e barro.

“Durante a abordagem nós verificamos que o condutor não é habilitado. Ou seja, ele não possui nenhum tipo de conhecimento de regra de circulação e conduta, podendo causar danos a vida de pessoas. Agora nós estamos na Avenida Pedro Neiva de Santana, onde próximo há uma barreira, onde os condutores os quais já passaram por palestras por nossa equipe de educação para o trânsito orientando-os, apesar de já está no Código de Trânsito Brasileiro esse tipo de infração de que ele não pode transportar nenhuma carga derramando sobre a via. Já houve acidentes que nós atendemos com veículo transportando areia e barro, onde derramando sobre a vida causou um acidente”, revelou o agente Hodslan Maciel.

Em outro caso, um caminhão estava descarregado, mas havia resquícios da última carga, o que segundo os agentes de trânsito também põe em perigo a segurança de quem trafega atrás, já que a areia se desloca com o vento. Fora isso, o veículo apresentava diversas irregularidades e o motorista também não era habilitado. O caminhão foi apreendido pela Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte de Imperatriz (Setran).

Em casos como esses os caminhões multados são liberados desde que um motorista habilitado se apresente, cubra a carga e se responsabilize pelo veículo. O agente Hodslan diz que é com frequência que o órgão responsável pelo trânsito de Imperatriz recebe denúncias de pessoas que derramam cargas sobre as vias da cidade. “No órgão nós recebemos várias denúncias que as pessoas protocolam, tanto quanto fisicamente como no nosso ‘disque-trânsito’, denunciando essa prática de condutores fazendo essa carga, derramando sobre vias. Então, nós intensificamos”.

As fiscalizações ocorrem em diversos pontos da cidade. Para quem anda dentro dos parâmetros estabelecidos pelo Código Nacional de Trânsito a medida é bem-vinda e colabora para um fluxo mais seguro.

O motorista Dean Santana pontua que a responsabilidade para garantia de um fluxo de veículos sem irregularidades tem que partir de todos os condutores de veículos. “Todos têm que fazer a sua parte de cobrir o seu carrinho, dá tudo certinho, não andar errado porque hoje o comportamento de todos é cada um por si. Se um faz errado o outro não vai fazer. É bom todo mundo fazer certinho, fazer a sua parte, cobrir, mandar a verificação nos carros pequenos, em motos, para não dar problema para ninguém”.

Notícias Relacionadas »
Comentários »