MENU

16/09/2022 às 12h42min - Atualizada em 19/09/2022 às 00h01min

12 motivos para a sua empresa investir em diversidade

Com base nas motivações é possível identificar os momentos, recursos e objetivos que as empresas estão buscando em DEI

SALA DA NOTÍCIA Beatriz Fernandes

São Paulo, setembro de 2022 - A cada dia que passa, mais empresas estão se movimentando para se adequar aos olhares voltados para ESG, a sigla que hoje traduz sustentabilidade nos negócios. As motivações mais fortes que levam empresas a mobilizar energia e investimento, no entanto, variam bastante.

Para Renata Moraes, CEO e fundadora da ImpulsoBeta, consultoria de gestão de mudança em diversidade, equidade e inclusão, embora exista o entendimento de que companhias de qualquer segmento, porte, cultura organizacional irão se beneficiar de um grupo de colaboradores mais diversos, a pauta se torna relevante por motivações distintas. “As empresas não estão se mobilizando porque de uma hora para a outra todo mundo começou a levar a sério as pesquisas sobre diversidade dos últimos 20 anos, mas porque diferentes tipos de impactos começaram a bater à sua porta. Pode ser pressão de acionistas, busca de um melhor employer branding com uma força de trabalho cada vez mais consciente, a necessidade de reparar sua marca institucional como empresa socialmente responsável”, comenta Renata Moraes

Pensando em consolidar as motivações mais comuns das empresas para investir em DEI, a ImpulsoBeta fez um levantamento com base em notícias nos principais canais de comunicação do país, documentos públicos e jornadas de empresas que são referências em DEI no país. São elas:

1. Conquistar prêmios internos da empresa: o reconhecimento de boas práticas de uma empresa está voltado para o atingimento de resultados estratégicos para o negócio; 

2. Conquistar prêmios e selos externos: reconhecimento de boas práticas, projetos e iniciativas da empresa que atendem demandas externas de DEI;

3. Ter imagem positiva na mídia: as áreas de marketing e comunicação são fortes aliados em campanhas e comunicações de DEI para melhorar a imagem da sua empresa; 

4. Garantir a atração e recrutamento de talentos diversos: a Geração Z é a que mais busca empresas que prezam pela sustentabilidade e diversidade, por isso, é importante atrair as primeiras pessoas de cada grupo minorizado; 

5. Cumprir legislações: ações afirmativas são uma forma legal e necessária de corrigir distorções culturais históricas; 

6. Ter uma cultura organizacional saudável e inclusiva: é preciso um trabalho de conscientização e transformação de comportamentos que passem por todas as instâncias, processos e hierarquias da empresa; 

7. Ter lideranças diversas e inclusivas: o trabalho com as lideranças é necessário em virtude da sua influência dentro da organização – tanto conscientização e aprendizagem, quanto na representatividade de grupos diversos;

8. Diminuir rotatividade ou aumentar a retenção: analisar o turnover da empresa é um dos indicadores mais fáceis para acompanhar e analisar a ótica de como os diferentes públicos ficam ou saem da empresa; 

9. Atender demandas/exigências de conselhos ou investidores: empresas investidoras (ou acionistas) estão adequando seus critérios para o oferecimento de investimentos; e empresas investidas precisem construir ações para atender ações inclusivas;

10. Aumentar inovação em produtos, processos e serviços:  empresas acima da média em DEI geram aproximadamente 45% de sua receita advindas de inovação, enquanto que empresas abaixo geram apenas 26% (BCG);

11. Aumentar reconhecimento/identificação de marca: ter pessoas colaboradoras que compreendem, valorizam e representam a diversidade do público-alvo é chave para a sustentabilidade do negócio e, 

12. Diminuir custos fiscais: empresas com estratégias tributárias arrojadas podem buscar oportunidades em locais que ofereçam incentivos fiscais de acordo com avanços em ESG, incluindo a temática de DEI.

Para ter acesso ao material completo e o descritivo de cada tópico, clique aqui.

Sobre a ImpulsoBeta

A ImpulsoBeta é uma empresa que presta consultoria de Gestão de Mudança em Diversidade, Equidade e Inclusão (DEI) nas empresas do Brasil e de fora do país. No mercado desde 2015, atendendo clientes como, AES, Vale, GPA e Ifood, a empresa ajuda seus parceiros a promover a integração de grupos minorizados no mercado de trabalho - em um ambiente diverso, equitativo e inclusivo. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »