MENU

17/09/2022 às 11h02min - Atualizada em 17/09/2022 às 11h02min

Homem é preso e confessa que matou e abusou sexualmente de mãe e filha em Balsas

Os corpos de Maria Aparecida de Jesus, de 40 anos, e sua filha, de 14 anos, foram encontrados próximo a chácara onde viviam, no dia 15 de junho. Outro filho também foi assassinado no local

Por Assessoria/PC-MA
Maria Aparecida de Jesus foi morta junto com os filhos, em Balsas - Foto: Divulgação/Redes Sociais
   
A Polícia Civil informou que efetuou a prisão do principal suspeito de ter matado Maria Aparecida de Jesus, de 40 anos, e de seus dois filhos no Povoado Bacaba, Zona Rural de Balsas, no sul do Maranhão. As crianças tinham 16 e 14 anos e foram identificados como Francisco André e Ana Maria, respectivamente.

O crime aconteceu no dia 15 de junho de 2022, em uma vereda próximo a chácara onde a família vivia. Desde então, a polícia estava com dificuldades para encontrar o autor do triplo homicídio porque as vítimas não possuíam inimigos, desavenças conhecidas, ou problemas familiares.

Porém, nesta sexta-feira (16), a Polícia Civil disse que conseguiu encontrar um homem, de 30 anos, que confessou o crime e disse ainda que abusou sexualmente da mãe e da filha. Ele é conhecido como ‘Tiquinha’ e possui estatura baixa, pele morena, barba, sobrancelhas grossas e cabelos cacheados, o que bate com as características informadas por uma testemunha.

Ainda segundo a polícia, o homem é conhecido na região da Bacaba e Lagoa Grande por ter sido condenado por crime sexual e homicídio praticado na cidade de Barra do Corda, em 2013. Por este crime, o homem foi preso em julho deste ano, quase um mês após o triplo homicídio em Balsas.

Após ser chamado na penitenciária de Balsas, onde estava preso, o homem confirmou o novo crime contra Maria e seus filhos, e expôs os detalhes da execução e do abuso sexual praticado com as mulheres já mortas, o que já havia sido confirmado através de exames periciais.

A polícia aguarda a resposta às perícias requisitadas durante o processo de investigação para concluir o inquérito.

Maria Aparecida e os dois filhos foram encontrados mortos no dia 16 de junho, com sinais de espancamento e de que houve uma emboscada.

Notícias Relacionadas »
Comentários »