MENU

15/09/2022 às 18h14min - Atualizada em 15/09/2022 às 18h14min

Lançado Festejo em Honra a Santa Teresa D’Ávila

Evento apresenta memorial sobre a padroeira de Imperatriz

Raimundo Primeiro
Padre Edimar Arnaldo conversa com imprensa sobre os objetivos da edição 2022 do festejo - Foto: Raimundo Primeiro
 
Na manhã desta quinta-feira (15/09), aconteceu a solenidade oficial de lançamento do Festejo em Honra a Santa Teresa D’Ávila, padroeira e cofundadora de Imperatriz.

Este ano, o lema do festejo é “170 anos de evangelização – 1852 2022”, sendo que o evento vai ser realizado durante o período compreendido entre 6 e 15 de outubro.

O objetivo religioso é afirmar a fé no segmento a pessoa de Jesus Cristo, em vista da continuidade da evangelização, tendo em Santa Teresa a força motivadora da fé católica na região tocantina.
Por outro lado, criar e montar o Memorial de Santa Teresa, com a finalidade de reunir o maior número de informações sobre a vida dos devotos, religiosos e lideranças, desde o frei Carmelita Manoel Procópio do Coração de Maria.

Por fim, busca levantar recursos para manutenção da Paróquia de Santa Teresa, priorizando a revitalização de toda parte elétrica, além de pagar alguns boletos do projeto de energia solar, instalado no início deste ano.

MESA – A mesa de trabalhos foi composta pelo padre Edimar Arnaldo (pároco de Santa Teresa D’Ávila), padre Genésio Araújo (vigário), Maria das Dores (coordenadora paroquial), Francisco Sena (coordenador do festejo) e a irmã Claudete Carvalho (superiora missionária Capuchinha).

Durante sua fala, o padre Edimar Arnaldo destacou: “São Paulo nos apresenta Cristo humano, histórico, que, esvaziando de si mesmo, se ver nas mãos do Pai, ao ponto de dirigir, incansavelmente, súplicas”

Segundo ele, Santa Teresa é declarada mestra da oração em razão de, constantemente, se encontrar em oração. Padre Edimar Arnaldo diz que a oração é a porta de entrada para as sete moradas descritas por ela, como forma de si encontrar e de declarar a Deus, nos mais altos graus.

Padre Edimar Arnaldo informou que as procissões fluvial e terrestre acontecerão, a exemplo do que tradicionalmente ocorria antes da pandemia do novo coronavírus, com as pessoas nas ruas, manifestando o carinho que têm para com Santa Teresa D’Ávila.

CAMISETAS – Camisetas, nas cores roxa, preta e cinza, já estão sendo comercializadas. Elas poderão ser adquiridas na Secretaria da Igreja de Santa Teresa D’Ávila, localizada na rua Frei Manoel Procópio, nº 411, Beira-Rio. 

Todas as noites, haverá movimentação de barracas, com shows, além dos leilões presenciais e virtuais.

PRÊMIOS – No final do festejo, em 15 de outubro, quinta-feira, será realizado o Festival de Prêmios. 

“Já são 17 décadas de história, várias gerações; muitos homens, sacerdotes, religiosos e religiosas, viveram esta experiência da festa de Santa Teresa, contaram, fizeram história”, frisou o padre Edimar Arnaldo, convidando a população para participar da edição 2022 do festejo.

APRESENTAÇÃO – Na oportunidade, o jornalista Antônio Carlos falou sobre o processo de criação do Memorial de Santa Teresa D’Ávila, coordenado por ele que, após a conclusão, será instalado em salas localizadas nas dependências da Igreja Matriz. 

Durante o levantamento dos dados, ele teve de fazer, inclusive, viagens a São Luís. Na capital, conseguiu importantes informações, além de antigas peças, descobrindo que a paróquia já funcionou na área onde hoje fica a Praça da Meteorologia.

Notícias Relacionadas »
Comentários »