MENU

09/09/2022 às 16h56min - Atualizada em 10/09/2022 às 00h01min

Startup do interior paranaense aumenta 255% na receita em um ano

3C Plus, ferramenta em nuvem para call centers, projeta se tornar um unicórnio até 2025

SALA DA NOTÍCIA Bianca Rocha
Pine PR
3C PLus

Com um produto acessível e atendendo uma parcela do mercado que está fora do alcance das grandes empresas de tecnologia, as startups encontram um terreno fértil para uma rápida escalada. Esse é o caso da 3C Plus, que desenvolveu um sistema em nuvem com discador automático, painel de controle e métricas para operações de televendas, SAC e cobrança. 

Desde o final de 2021 o foco da startup tem sido alcançar os correspondentes bancários, oferecendo sua solução para otimizar as vendas por telefone de serviços como empréstimo consignado.

“Há um mercado grande que não está sendo atendido e nós temos um produto de qualidade e acessível que soluciona os problemas das operações de pequenas e médias empresas. Além disso, temos um ciclo de vendas rápido, ticket médio bom e a implantação ocorre em menos de 2h. Esses fatores somados possibilitaram nosso crescimento acelerado” comenta Ney Pereira, CEO e sócio da 3C Plus.

No último ano a empresa paranaense registrou um crescimento de 255% na receita, alcançando o faturamento de R$4,5 milhões. E antes de encerrar o primeiro semestre de 2022 a startup já comemora mais um recorde, de receita mensal recorrente de R$1 milhão.

Um possível unicórnio entre as araucárias

A empresa de software pretende entrar para o seleto grupo de startups paranaenses que são unicórnios, como a MadeiraMadeira e a Olist. A diferença entre ela e as já consolidadas é a localização e o estilo de negócio.

A 3C Plus não tem sede em Curitiba, mas sim em Guarapuava, cidade com mais de 180 mil habitantes, localizada a pouco mais de 3 horas da capital paranaense. Com o modelo de produto SaaS - software como serviço - sua principal fonte de renda é a comercialização das licenças do software para pequenas e médias empresas, seguindo o negócio business to business, ou B2B.

“Temos um plano estratégico para virar unicórnio até 2025. Para isso vamos aplicar o método T2D2 - Triple, Triple, Double, Double - para ter um crescimento exponencial. Ou seja, após alcançar o primeiro milhão de renda mensal recorrente, nosso objetivo agora é triplicar essa renda e chegar aos R$3 milhões até dezembro de 2022. No próximo ano alcançar os R$9 milhões e na sequência R$18 milhões e R$32 milhões, em 2024 e 2025 respectivamente” explica Pereira.

Os próximos passos

Em 2021 a startup contava com 10 colaboradores e começou o ano de 2022 com 28. A previsão é preencher novas vagas e totalizar 100 funcionários até o final deste. "Temos um produto com grande aceitação e com alta demanda por novas licenças. Por isso, nosso foco agora é ampliar o time, fortalecer nosso fluxo de vendas e a relação com o cliente”, comenta o CEO. 

A empresa quer ainda aumentar a comercialização dos planos ilimitados, no qual o cliente escolhe o plano de acordo com a quantidade de ligações simultâneas possíveis, sem limite de minutos. Assim os call centers podem prever seus gastos mensais com ligações independentes do tempo de cada chamada.
Notícias Relacionadas »
Comentários »