MENU

25/08/2022 às 11h58min - Atualizada em 08/09/2022 às 00h00min

Sobrevivendo no Inferno: “Leitura necessária para conhecer o Brasil”

SALA DA NOTÍCIA Verbo Nostro
Um debate sobre a obra “Sobrevivendo no Inferno”, dos Racionais MC’s, abriu a Sessão Vestibular da FIL – Feira Internacional do Livro, na manhã de segunda-feira (22/08), no auditório da Fábrica – Instituto SEB. A programação do dia trouxe ainda o lançamento do livro “A Saga Cafu – O Grande Sonho”, com a presença do ex-jogador de futebol Cafu, bicampeão da Copa do Mundo da FIFA, e a escritora best-seller e jornalista, Mariah Morais.

A atividade Sessão Vestibular com o artista Toni C reuniu jovens estudantes do ensino médio de Ribeirão Preto para uma análise do livro indicado ao vestibular da Unicamp no próximo ano. “Não sei o que levou à escolha do livro para o vestibular, mas sei que a universidade acertou. O Rap, o Hip Hop, a cultura periférica precisam ser uma cátedra na academia. Todo este movimento surgiu para resgatar os verdadeiros heróis do Brasil, como Zumbi dos Palmares e Milton Santos. Antes disso, nos ensinavam que os heróis brasileiros eram os Bandeirantes, era o Borba Gato”, refletiu o artista multimídia, publicitário, pesquisador, escritor e roteirista Toni C, em conversa mediada pelo produtor cultural Elieser Pereira, pelo professor Luiz Cláudio Jubilato e alunos do projeto Nau Vestibular.

Toni C comentou ainda sobre a atualidade do disco lançado em 1997 pelos Racionais MC’s e que deu novo rumo para o Rap nacional, ao escancarar temas ligados a desigualdades sociais, miséria e racismo. “O disco marca uma época que a gente queria deixar para trás, que a gente ouvisse com nostalgia e não como um relato do que ainda ocorre em nosso tempo. A leitura de ‘Sobrevivendo no Inferno’ é necessária para conhecer o Brasil”, finalizou Toni C.

A Sessão Vestibular ainda terá outros três encontros nesta semana, sempre das 9h30 às 11h, na rua Mariana Junqueira, 33, com entrada gratuita. Na quarta-feira (24/08), de forma on-line, Milton Hatoum vai debater com o público a sua obra “Dois Irmãos”. No dia seguinte, será a vez de Bernardo Carvalho abordar seu livro “Nove Noites). Na sexta (26/08), encerrando a programação, Marcelo Gugu vai debater a obra “Angústia”, de Graciliano Ramos.

Batalha de Som
O final de tarde desta segunda-feira teve muita música e poesia no estande Ambient de Leitura, na Esplanada do Theatro Pedro II, que recebeu a Batalha da UBS – Unidade Básica de Som, com o representante da CUFA, MC e poeta, Tiago Spoken. O movimento que surgiu na periferia de Ribeirão Preto com o objetivo de incentivar a juventude do bairro a descobrir e produzir arte.  “Ter um espaço desse, destinado à favela, é transformação e acolhimento. É a favela invadindo o asfalto”, comentou.

O Estande da CUFA, na Praça XV de Novembro, recebeu também o bate-papo “Juventude Periférica”, com a participação de Fábio Sardinha, Elieser Pereira e Tadeu Terra. A mediação foi do locutor, Rafa Santana.  “Foi uma luta do nosso presidente, que infelizmente veio a falecer. E esse espaço é de muita importância, estamos dando voz para quem não tinha”, destacou.

A Saga Cafu

O estande da Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto recebeu fãs do bicampeão da Copa do Mundo da FIFA Cafu para fotos e assinatura do seu novo livro “A Saga Cafu – O Grande Sonho”, escrito pela jornalista, Mariah Morais. Esta é a primeira parte da vida de Marcos Evangelista, que retrata as diversas tentativas de ingressar no futebol profissional e o seu primeiro contrato profissional com o São Paulo. A sequência do livro será lançada em 2023, continuando a descrição da história do ex-jogador. “Quero que meu livro seja para todos. Que eles se sintam inspirados com minha história”, comentou Cafu.

Feira vai até dia 28

Totalmente gratuita e com mais de 200 atividades para públicos de todas as idades, ao longo de dez dias, a feira também terá transmissão on-line de alguns eventos, marcando a estreia do formato híbrido, ampliando o alcance e a participação de pessoas de todo o Brasil e do exterior. O acesso virtual é pelo endereço www.fundacaodolivroeleiturarp.com e pelo YouTube da Fundação do Livro e Leitura. O festival literário é acessível, com interpretação em Libras e legendas nas transmissões on-line para participantes de outras nacionalidades e que não falam português. A programação completa - diária e permanente - está no endereço: https://www.fundacaodolivroeleiturarp.com/

Para saber mais sobre a FIL 2022:

Plataforma www.fundacaodolivroeleiturarp.com
Instagram (@fundacaolivrorp)
Facebook (https://www.facebook.com/fundacaolivrorp)
Linkedin (fundacaolivrorp)
Twitter (@FundacaoLivroRP)
YouTube (FeiraDoLivroRibeirao)

Sobre a Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto
A 21ª edição da Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto acontece de 20 a 28 de agosto deste ano e traz como proposta de reflexão o tema “Do Caburaí ao Chuí: a força da Literatura Brasileira”.  A proposição embasa todas as atividades e debates do evento. 

A feira consagrou-se como um dos maiores eventos culturais do país: com 21 anos de história e 20 edições realizadas. Em 2020, a feira tornou-se internacional e em 2021 realizou sua 20ª edição, pela primeira vez, no formato on-line, devido à pandemia do Coronavírus.

A intenção dos organizadores é que, neste ano, a FIL ofereça uma programação com atividades presenciais e outras em formato on-line, reunindo palestrantes e participantes de diversas localidades. Todas as atividades são gratuitas e abertas à população. São salões de ideias, conferências, palestras, mesas-redondas, oficinas, shows, espetáculos infantis, performances, contações de histórias, saraus e projetos educacionais, entre outras.

Sobre a Fundação
A Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos, responsável pela realização da Feira Internacional do Livro da cidade, hoje considerada a segunda maior feira a céu aberto do país. Com uma trajetória sólida, projeção nacional e agora internacional, ao longo de seus 20 anos, a entidade ganhou experiência e, atualmente, além da feira, realiza muitos outros projetos ligados ao universo do livro e da leitura, com calendário de atividades durante todo o ano. A Fundação do Livro e Leitura se mantém com o apoio de mantenedores e patrocinadores, com recursos diretos e advindos das leis de incentivo, em especial do Pronac e do ProAc.

Notícias Relacionadas »
Comentários »