MENU

06/09/2022 às 22h26min - Atualizada em 06/09/2022 às 22h26min

Veículos abandonados pelas ruas agora deverão ser removidos ao pátio pela fiscalização de trânsito

Mudanças no Código de Trânsito foram publicadas no Diário Oficial da União

Assessoria
Fiscalização de trânsito vai começar a remover veículos abandonados - Foto: Divulgação
 
O veículo em estado de abandono ou acidentado agora poderá ser removido para o depósito do órgão de trânsito independentemente da existência de infração à legislação de trânsito.

  
É o que prevê uma nova lei publicada no Diário Oficial da União nesta segunda-feira (5), dando nova redação ao artigo 279-A da Lei 9.503, de 23 de setembro de 1997, o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).
Ainda de acordo com o texto, a remoção do veículo acidentado será realizada quando não houver responsável pelo bem no local do acidente.

De acordo com a superintendente de Trânsito do município, Valéria Oliveira, com a mudança na legislação os agentes realizarão a remoção desses veículos nas ruas da Capital.

“Os condutores que tiverem carros nessas condições, abandonados em via pública, devem recolhê-los, ou terão seus veículos removidos”, antecipou a superintendente, alertando que as sucatas que ficam expostas em logradouros públicos também serão removidas.

Outra alteração trazida na redação da Lei 9.503, diz respeito aos veículos cuja transferência de propriedade seja resultado de apreensão ou de confisco por decisão judicial, leilão de veículo recolhido em depósito ou de doação a órgãos ou entidades da administração pública, em que os débitos existentes devem ser cobrados do proprietário anterior. De acordo com a nova redação, a existência de débitos fiscais ou de multas de trânsito e ambientais vinculadas ao veículo não impede a baixa do registro.

Também passa a vigorar nova redação dos incisos XVII e XXIII, dos artigos 22 e 24, respectivamente, da Lei 9.503, que propõe a criação e implantação bem como a manutenção de escolas públicas de trânsito, destinadas à educação de crianças, adolescentes, jovens e adultos, por meio de aulas teóricas e práticas sobre legislação, sinalização e comportamento no trânsito.

Notícias Relacionadas »
Comentários »