MENU

30/10/2020 às 00h00min - Atualizada em 30/10/2020 às 00h00min

PC diz que maioria dos homicídios em Balsas tem relação com facções criminosas

Ainda de acordo com a Polícia Civil, a ordem era para matar Charliel Rodrigues e Ilmara Vieira

Com informações da PC-Balsas
Fagno Vieira, delegado regional em Balsas - Foto: Divulgação
Balsas - Em Balsas, a Polícia Civil diz que a maioria dos homicídios registrados na cidade tem relação com disputa entre facções criminosas. Segundo a polícia, os crimes recebem ordem de execução diretamente da cadeia, pelos participantes que lideram as facções.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, a ordem para matar Charliel Rodrigues e Ilmara Vieira, na semana passada, partiu de um líder de facção criminosa que está preso. O casal foi sequestrado em São Raimundo das Mangabeiras e encontrado em um matagal em Balsas, já em estado de putrefação.

A Polícia disse que a motivação do crime teria partido de uma dívida com traficante de drogas avaliada em 13 mil reais. A maioria dos homicídios em Balsas tem relação com tráfico de drogas e disputa entre facções rivais.

Balsas tem menos de 100 mil habitantes e uma média de 60 homicídios por ano. A Delegacia de Homicídios foi criada em 2015 mas nunca foi instalada, a cidade também não possui Instituto de Criminalística e nem Instituto Médico Legal (IML).

Segundo o Delegado Regional, Fagno Vieira, crimes relacionados a facções são de difícil investigação. Na maioria das vezes, nos casos de crimes motivados por facções, as pessoas não querem se envolver, os crimes se tornam ainda mais difíceis de se investigar por conta da cidade não possuir instituto de perícia.

A Polícia diz que são duas facções criminosas que disputam o tráfico de drogas na cidade.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...