MENU

29/10/2020 às 00h00min - Atualizada em 29/10/2020 às 00h00min

Dia D para o Imperatriz

De acordo com especialistas em direito esportivo, caso o Moto Club seja punido, ele perderá 18 pontos

Carloto Júnior - Colaborador
Gleydisson atuando pelo Moto Club no Campeonato Maranhense - Foto: Gaudêncio Carvalho/Moto Club
O torcedor do Cavalo de Aço amanheceu ansioso e com enorme expectativa em relação ao julgamento, que acontece na tarde desta quinta-feira (29), no Tribunal de Justiça Desportiva do Maranhão (TJD-MA), em São Luís, sobre o caso do Moto Club, que teria registrado o jogador Gleydisson da Silva Santos com assinatura no contrato diferente da que consta nos seus documentos pessoais.

De acordo com o processo 005/2020, protocolado pela Sociedade Imperatriz de Desportos (SID), a assinatura do atleta seria falsa e, caso se confirme, fere o Artigo 214, § 1º e 2º do CBJD, Artigo 6º, § 2º do Regulamento Nacional de Registro e Transferência de Atletas e o Artigo 7º, § 1º do Regulamento Específico da Competição Campeonato Maranhense Série A de 2020.

Punição
De acordo com especialistas em direito esportivo, caso o Moto Club seja punido, ele perderá 18 pontos, relativos aos seis jogos que Gleydisson da Silva Santos atuou ou esteve relacionado e mais os 9 pontos conquistados nesses jogos, o que totaliza 27 pontos, rebaixando à equipe rubro negra para a segunda divisão do Campeonato Maranhense de 2021. Com isso, o Maranhão Atlético Clube (MAC), que foi rebaixado, juntamente, com o Cordino, escaparia da degola e permaneceria na primeira divisão do próximo ano.

Jogos
Gleydisson da Silva Santos teria atuado ou esteve relacionado em seis jogos: nas vitórias sobre o Sampaio no dia 07/03 e Imperatriz dia 11/03; nos empates contra São José dias 5 e 14 e com o Sampaio no dia 23/09, além da derrota para o Sampaio, no segundo jogo da decisão, dia 26/09. 

Imperatriz
Caso o Moto seja punido, o Imperatriz será o 3º colocado na soma geral do estadual. Como o estado do Maranhão tem direito a três vagas na Copa do Brasil (Sampaio e Juventude garantiram duas vagas), a terceira seria do Cavalo de Aço. Além disso, o Imperatriz seria o representante do estado na Pré-Copa do Nordeste, já que o Sampaio (campeão) ficou com a caga direta na competição.

O torcedor cavalino não está se aguentando de tanta ansiedade por esse julgamento, o que pode trazer um novo horizonte para o Cavalo de Aço, que está tendo um ano complicado.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...