MENU

16/08/2022 às 19h02min - Atualizada em 16/08/2022 às 19h02min

Agentes da GMI recebem instrução sobre saúde emocional e prevenção ao suicídio

Evento aconteceu em parceria com a Regional de Saúde do Maranhão, em Imperatriz

Dema de Oliveira
Jornal O PROGRESSO
Guardas Municipais passam por formação constantemente - Foto: Divulgação
 
Cerca de 15 servidores da Guarda Municipal de Imperatriz (GMI), receberam instrução sobre saúde emocional e prevenção ao suicídio. Evento aconteceu na última sexta-feira (12), em parceria com a Regional de Saúde do Maranhão, núcleo de Imperatriz.

A instrução foi realizada pelo tenente da Polícia Militar do Maranhão e psicólogo, Nilson Muniz dos Santos. Os temas abordados foram saúde mental, prevenção contra suicídio e abordagem durante ocorrência policial, já que a Guarda Municipal de Imperatriz tem poder de polícia.

Objetivo da instrução é sensibilizar os diversos setores dessa instituição (GMI), no intuito de aumentar a resolutividade das ocorrências, envolvendo pessoas com transtorno mental, bem como promover um momento de orientação para gerenciamento da saúde emocional dos membros da corporação.

Vale lembrar que essa ação já foi feita anteriormente pela Guarda Municipal de Imperatriz e é uma preocupação constante, uma vez que se trata de trabalho estressante, que necessita toda uma atenção e cuidado por parte do comando da corporação.

“Nossa preocupação é sempre em preservar os nossos agentes devidamente preparados para que possam sempre estar em plena capacidade de ação e assim contribuir ainda mais com a população imperatrizense”, destacou Josenildo José Ferreira.

Os transtornos do humor são diagnósticos de saúde mental nos quais as alterações emocionais consistem em períodos prolongados de tristeza excessiva (depressão), de exaltação excessiva ou de euforia (mania), ou ambos. A depressão e a mania representam os dois extremos opostos, ou polos, dos transtornos do humor.

Eles também são conhecidos como transtornos afetivos. Um transtorno do humor é diagnosticado quando a tristeza ou euforia é excessivamente intensa, e é acompanhada por determinados sintomas típicos e compromete a capacidade funcional, física, social e no trabalho.

O tenente e psicólogo Nilson Muniz dos Santos destacou que o profissional da segurança pública, assim como os da área de saúde, estão suscetíveis aos transtornos de humor. “Pois constantemente estão gerenciando crises. Isso faz com que esses indivíduos, se não bem acompanhados, adoeçam. A importância dessa ação é a de compreender que atrás da farda existe um ser humano que tem necessidades. O nosso papel é dar tranquilidade para dirimir os problemas enfrentados no dia a dia”.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »