MENU

15/08/2022 às 19h48min - Atualizada em 15/08/2022 às 19h48min

“SOU CONSERVADOR, SIM SENHOR”

Da Redação
Foto: Divulgação
 
José Alves Cavalcante, natural de Coroatá Maranhão, casado, dirigente da Assembleia de Deus, presidente da COMADESMA, agropecuarista, Deputado Estadual, candidato a Deputado Federal pelo PSD.

P) Pastor, o senhor não vê interesses conflitantes entre política e igreja tendo em vista que a política, hoje em dia, goza de péssima reputação junto à população?

R)
Pelo contrário, como dirigente e pregador do evangelho, sinto-me muito mais comprometido com o bem-estar material do nosso próximo, daí minha militância político-eleitoral. 
Como em todos os segmentos, tem-se os bons e os maus. Pauto minha conduta pessoal e na política pelos ensinamentos deixados por Moisés. Todos os mandamentos são importantes, mas um anda muito esquecido “NÃO ROUBARÁS”. 
Através da ação política, como Deputado Federal, poderemos ajudar materialmente os mais necessitados, resgatando-os para uma vida mais digna e viabilizar verbas para os municípios das regiões mais abandonadas do nosso estado.


P) O senhor não teme lhe faltem votos para atingir um quociente eleitoral suficiente para eleição tendo em vista que tem muitos “pesos pesados” disputando esta eleição?

R)
Não! Estou confiante pois tenho um reconhecido trabalho como deputado estadual em diversos municípios o que me credencia a minha presente postulação. Durante os quatro anos do meu mandato percorri praticamente todas as regiões do estado e, confesso, que tocou meu coração o sofrimento do nosso povo, principalmente os mais humildes. Andei por municípios com estradas precárias, escolas depauperadas, hospitais sem estrutura mínima. Apesar da pouca vontade do governador com meus pleitos, destinei recursos   para vários municípios. Durante esta minha caminhada pelo estado diversas e valorosas lideranças municipais assumiram compromisso de levar meu nome a avaliação dos eleitores de suas cidades.  
Junto com tudo isso espero também poder com engajamento dos meus irmãos.


P) Sabidamente o presidente Bolsonaro tem prestigiado os evangélicos tanto é que veio a Imperatriz somente para participar uma solenidade na entidade que o senhor dirige. O senhor se sente comprometido com as pautas do presidente?

R)
Veja bem, a presença do Presidente em todos os eventos evangélicos é a prova de seu reconhecimento a lealdade da bancada as pautas do governo enviadas para o Congresso. A vinda a nossa cidade é este testemunho. Ele sabe que, eleito deputado, estarei no Congresso Nacional defendendo suas pautas dando continuidade as mais urgentes reformas que nosso país tanto clama.

P) No espectro político-ideológico como o senhor se define?

R)
Por décadas o avanço das pautas progressistas comprometeu nosso país, aviltando nossos costumes e valores em detrimento da destruição de nossas instituições e famílias, pilar central da nossa civilização, e por discordar com esta situação me incluo entre os conservadores. 
Contra este descalabro provocado por setores nada comprometidos com a nossa sociedade e valores cristãos me junto aos homens de bem, trabalhadores e honestos tementes a Deus, comprometidos com nossa sociedade e os ensinamentos deixados por Deus no sentido de restituir a nossa pátria a honra e a glória herdados de nossos antepassados. Por princípio e pela minha profissão de fé reafirmo, sem sombra de dúvida, que meu campo ideológico é o Conservadorismo.
Portanto, com muito orgulho, SOU UM CONSERVADOR, SIM SENHOR!


P) O que levou o senhor assumir o conservadorismo na contramão das pregações da grande mídia?

R)
Líderes ambiciosos a serviço do comunismo global conduzem nosso país sem nenhum compromisso com o futuro do nosso povo e principalmente com as novas gerações.
Se apegam a falácias minuciosamente preparadas com a finalidade de doutrinar e desvirtuar ensinamentos que nós, pais de família, às duras penas, tentamos transmitir aos nossos filhos no seio do nosso lar.
Pautas desestruturantes da família, abomináveis para nós a menos de duas décadas como o aborto, liberação das drogas, ideologia de gênero além de ensinamentos execráveis em sala de aula incrustados no nosso dia a dia. 
Diante deste descaminho não posso assistir de braços cruzados a doutrinação de nossas crianças nestas escolas cada vez mais partidarizada. 
ELES AVANÇAM A PASSOS LARGOS E TÊM QUE SER CONTIDOS
O homem de Deus não pode se calar diante de tamanhos absurdos.
Por esta razão quero em Brasília, no congresso nacional, engrossar as fileiras com os conservadores para que possamos juntos, com presidente Bolsonaro, continuar colocando nosso país no caminho da verdade e nos trilhos do progresso. 


P) Eleito, o que o senhor pretende fazer pela nossa região e pelo Maranhão.

R)
Nossa região sofre com a concentração de poder na capital. Imperatriz e Açailândia como os dois polos mais arrecadadores não têm a devida importância e este descaso reflete por toda região. Eleito, convocarei as entidades de classe, prefeitos e vereadores para juntos elaborarmos um plano de trabalho em Brasília visando atender as demandas das cidades da região. A primeira demanda será a duplicação da rodovia Belém-Brasília, visando aproximar as duas cidades facilitando a vida de seus moradores.

P) O que o senhor tem afirmar no campo econômico?

R)
Breve estarei através da imprensa informando meus principais pontos e princípios sobre a conjuntura econômica da nossa região, do estado e do nosso país. Antemão posso afirmar, dada a minhas raízes, que no Congresso Nacional, defenderei a livre iniciativa, a família e o sagrado direito à propriedade com foco para o Agronegócio, atividade responsável pela pujança de nosso país no cenário econômico mundial.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »