MENU

12/08/2022 às 13h03min - Atualizada em 15/08/2022 às 00h02min

Artigo Sandya Coelho | 5 pilares para construir reputação de marca

Sandya Coelho*

SALA DA NOTÍCIA Assessoria
Assessoria
Foto: Divulgação

Sandya Coelho*
 

Quantas vezes já compramos algum produto logo após ler uma recomendação na internet? A reputação de uma marca é um dos principais atributos que pode influenciar o processo de compra por parte dos consumidores e tem ganhado um peso ainda maior com o poder de comunicação em massa das redes sociais. Com consumidores cada vez mais conscientes sobre o impacto gerado pela produção de produtos e serviços, aumenta também o nível de exigência sobre a responsabilidade e o papel das empresas na sociedade.

Ao considerarmos nesse cenário as empresas mais jovens e disruptivas, como as startups, observamos que, por ainda estarem num estágio mais inicial em termos de produto, não costumam considerar logo no começo o impacto que a construção de uma reputação pode gerar impulsionando o desenvolvimento e consolidação do negócio. No entanto, é justamente nesse estágio que as empresas podem e devem começar a construir iniciativas que norteiam o posicionamento positivo no mercado, diferenciando-as das demais e planejando uma base mais sólida para um crescimento sustentável. 

Em geral, a pergunta de quem está começando  é: como começo a construir a reputação da minha startup? Pensando nisso, selecionei  5 dicas práticas, que podem ser aplicadas em negócios de diferentes segmentos para dar início a esse processo. 

1. O trabalho de construção da reputação de uma empresa não acontece da noite para o dia. É um processo que começa com uma análise criteriosa do mercado em que está inserida, considerando suas ameaças e oportunidades, além da definição estratégica dos valores e missão da empresa, o que ela veio resolver no mercado e como pode contribuir com seu produto ou serviço para gerar maior valor. 

Por isso, é possível começar desenhando uma matriz de SWOT da empresa, como forma de entender mais estrategicamente, mas ainda assim simplificada, onde estão as forças, fraquezas, ameaças e oportunidades do seu negócio e com quem sua empresa se relaciona. No caso do GetNinjas, por exemplo, sabemos que nossa força é a comunidade de profissionais cadastrados que geram renda por meio do nosso aplicativo e também os clientes que utilizam a plataforma com recorrência para contratar serviços com segurança, agilidade, praticidade e que estejam disponíveis no momento em que ele precisa. 

2. Defina qual será o posicionamento. Outro ponto bastante importante nesse início é definir como posicionar a empresa no mercado, como quer ser vista, e entender se essa imagem está em sinergia com o que a companhia é na realidade, se atende os requisitos que competem a esse posicionamento. Afinal, sua empresa passará a ser analisada e cobrada pela forma como você a comunica no mercado. 

Ao utilizar uma ferramenta de planejamento como a matriz de Canvas, é possível chegar a uma visão mais planejada do negócio e entender o que a empresa oferece de real valor aos clientes. Nessa estratégia serão considerados desde os parceiros e atividades-chave da empresa, até a proposta de valor, canais e segmentos de clientes.  

3. Recorra às formas orgânicas de divulgação. Para otimizar investimentos neste início, os formatos orgânicos de divulgação da sua empresa podem ser benéficos: redes sociais próprias, blog da empresa, canais de parceiros, divulgações para a imprensa por meio de estratégias de PR (Relações Públicas), ou até a participação em eventos como palestrante ou painelista. 

Para desenhar essas estratégias orgânicas é preciso contar com um time criativo que visualize as oportunidades de posicionar sua empresa publicamente de forma positiva, mas não é necessário que seja feito um alto investimento financeiro no início. É possível começar apenas com um especialista de comunicação interno ou uma agência de assessoria de imprensa.  

4. Firme parcerias estratégicas. Se alie a empresas relevantes nos setores que complementam o seu negócio e explore todo poder da marca do parceiro para posicionar de forma positiva a sua empresa.  

Muitas vezes sua companhia pode ainda ter uma presença limitada no mercado, mas seu produto ou serviço ser altamente estratégico para grandes empresas, que já possuem um posicionamento de marca e reputação consolidados. Aqui está a oportunidade de, ao fazer parcerias oferecendo seus serviços em forma de parceria, aproveitar o potencial de alcance e visibilidade do seu parceiro para criar conhecimento e reputação para o seu negócio. Afinal, se uma grande empresa confia na sua empresa, outros consumidores também vão entender que seu negócio é confiável.

5. Crie conteúdos relevantes e criativos. E mais importante do que isso, desenvolva de forma consistente e frequente para posicionar sua marca nos seus canais próprios e de parceiros. Um dos grandes diferenciais de marcas que são lembradas é o poder que têm de criar conteúdos e estratégias criativas para posicionar seu negócio no mercado. 

E, por último, lembre-se que não existe fórmula pronta. Você pode buscar diversas referências do que outras empresas estão fazendo no mercado, mas o mais importante é entender o que faz mais sentido para o seu modelo de negócio. Por isso, sempre reforço que a criatividade para a criação de estratégias de valor em comunicação é o que cria um diferencial na hora de apresentar empresas e produtos ao mercado.
__________________________________________________________________________________________

*​Sandya Coelho - Diretora de Comunicação e Novos Negócios no GetNinjas, descobriu por meio da meditação e yoga uma forma de se manter inspirada, motivada e criativa


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »