MENU

10/08/2022 às 19h27min - Atualizada em 11/08/2022 às 00h01min

Qual a fórmula mágica de Márcio Medina? Campeão 22 vezes na categoria ‘preparador automobilístico’ pelo ‘Rally dos Sertões’

Preparador oficial dos carros da Mitsubishi Cup, agenciado pela Groscove, conta como construiu sua história

SALA DA NOTÍCIA Márcia Stival Assessoria
Márcia Stival Assessoria
Bruno van Enck
Márcio Medina é um importante empresário no ramo do mercado automobilístico, além de ser preparador oficial dos carros da Mitsubishi Cup, é CEO da SFI CHIPS, empresa referência que já foi bicampeã brasileira de Rally Cross Country em 2011/2012, campeã do Rally dos Sertões em 2012 e 2015 e campeã do Rally de Barretos em 2015.

Medina nasceu e cresceu no bairro Tatuapé, em São Paulo. Cursou Publicidade por 2 anos na Faculdade Drummond - ESPM (Miami Ad School) e trabalhou por 9 anos na área, na qual foi diretor de arte de Comunicação Interna do Mc Donalds na América Latina e diretor de arte com foco no mercado automotivo da Fiat e Chevrolet. Depois disso, retornou ao ramo da mecânica por observar novas oportunidades, ele se formou em Mecânica de Produção e aprimorou seu conhecimento com cursos técnicos em Mecânica Automotiva.

Durante 4 anos (2004-2008), precisou trabalhar em três empregos para dar início ao seu negócio. Trabalhava na área da publicidade, fazia artes de capas de livros para grandes nomes do ramo e também era freelancer em uma agência gráfica, para conseguir sustentar o começo da SFI CHIPS.

"As pessoas querem uma vida financeira, mas não querem enfrentar os riscos, ou você enfrenta ou fica no mesmo lugar. Trabalhei, simultaneamente, em três empregos por quatro anos, precisei ser três funcionários para conseguir juntar um capital para empreender e investir no meu sonho.” – comentou Márcio.

“Quando sai do ramo publicitário e voltei para a mecânica, vi novas oportunidades. Olhei para a necessidade do mercado e vi que o ‘Chip de Potência’ não poderia ficar limitado apenas às oficinas mecânicas, pensava em trazer sofisticação, diferencial e qualidade para a área, porque ele poderia ser muito mais amplo e se expandir, a partir da minha empresa, por meio de franquias.” – reiterou.

De 2012 a 2015, o empresário atuou para a ‘Território Motorsport’ e para a ‘Ford Racing’. Em 2017 iniciou na Mitsubishi Motors e na Spinelli Racing, que ainda dá continuidade, assim como na Copa Truck – Equipe VW Caminhões e no R9 Competições, que entrou em 2020. Márcio Medina também possui 22 títulos de ‘campeão preparador automobilístico’ pelo ‘Rally dos Sertões’.

Hoje, o empresário como CEO da SFI CHIPS, tem como funções: o planejamento e execução de estratégias, novos mercados e novas tecnologias, sempre se colocando no lugar do consumidor para entender as necessidades da área e trazê-las para empresa.

Márcio frisa a importância de escutar o cliente e dar total credibilidade para o que eles opinam. O empresário é conhecido por ser focado, resiliente, persistente e honesto. Segundo ele, “cada erro serve como aprendizado para evolução”. 

Medina diz que a empresa representa alguns desafios e é justamente isso que o motiva. Dentre eles, recrutar e manter pessoas de qualidade no time é o mais relevante em seu ponto de vista. Além de ter um dos trabalhos mais sofisticados no ramo mecânico, como o ‘Chip de Potência’, que é referência da empresa, ele também já trabalhou com muitos artistas, como Caio Castro, Mc Brisola, Nicolas Prattes e Felipe Titto.

De acordo com o assessor publicitário de Márcio, Jonathas Groscove, CEO da Agência Groscove: “O ponto forte da SFI Chips é o próprio Chip de Potência, que tem como função aumentar a potência do motor por meio de Softwares, serviços focados no alto desempenho do automóvel, sem precisar fazer mudanças bruscas e agressivas no motor, que é procurado por clientes que compram um bom carro, mas querem melhorar a performance do motor do mesmo!”.

Para finalizar, Márcio falou sobre alguns de seus hobbies: "Gosto de pilotar avião e de tudo que é diferente. É claro que também assisto Netflix, mas quando me proponho a fazer algo diferente, gosto de ousar em esportes radicais. Para mim, o que não me provoca emoção, não é esporte!” – complementou o empresário.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »