MENU

09/08/2022 às 13h16min - Atualizada em 09/08/2022 às 13h16min

O bom moço de “Mar do Sertão”

Sérgio Guizé se prepara para voltar as novelas, desta vez na faixa global das seis da tarde

Da Redação
GB Edições
Paralelamente à carreira de ator, Sérgio Guizé também é músico, cantor e compositor / Foto: Divulgação
Os seguidores do ator Sérgio Guizé podem comemorar. A partir do próximo dia 22 o ator estará na telinha na pele de Zé Paulino, o “bom moço” da novela “Mar do Sertão”. A trama teve cenas gravadas na região Nordeste do Brasil, cenário para a cidade fictícia de Canta Pedra, onde a seca determina o destino dos seus moradores. A seca também serve para “enricar” os mais espertos. E entre os espertos está o Coronel Tertúlio, vivido pelo ator José de Abreu. Mas, isso já é uma parte da história da novela. Voltemos ao ator Sérgio Guizé, na vida real.

O último trabalho do ator em novelas foi em “A Dona do Pedaço” e logo depois ele apareceu em “Verdades Secretas II”. Paralelamente à arte de interpretar, Sérgio também é músico – vocalista de guitarrista da banda “Tio Chê” – e se lançou na carreira solo como cantor. E costuma dizer que Bianca Bin é a sua inspiração. Sérgio Guizé e Bianca Bin são casados desde 2018.

Numa entrevista recente, ele falou sobre o seu novo personagem e o trabalho na próxima trama global das seis. “O Zé Paulino é um homem honesto, corajoso, que trabalha como vaqueiro na fazenda Palmeiral e tem muita gratidão pelo patrão, o Coronel Tertúlio. Ele é completamente apaixonado pela noiva, Candoca, mas seu castelo começa a ruir quando Tertulinho, o filho do coronel, volta da capital para Canta Pedra e começa a dar em cima de Candoca”, explicou o ator. 

Sérgio Guizé falou ainda das questões sociais que permeiam a trama escrita por Mário Teixeira. “O que mais me encanta são os questionamentos que o Mário Teixeira propõe com o texto dele. Ao mesmo tempo em que estamos contando uma história de amor, temos temas como a preservação do meio ambiente, a concentração de poder na mão de poucos, a força feminina, entre outros. É bonito ver a trajetória de alguns personagens fazendo de tudo para salvar aquela terra que é tão importante para eles”, pontou o ator.

Aqui vai um “spoiler” do enredo. O Zé Paulino é um vaqueiro leal ao patrão que vive do seu trabalho e para a professora Candoca (Isadora Cruz), seu grande amor. Ele segue o exemplo do pai e trata a todos com respeito, procura ajudar a todos e por isso é muito querido pelos habitantes de Canta Pedra. No início da história de “Mar do Sertão”, Zé Paulino e Candoca estão noivos e se preparam para o casamento, mas ele sofre um acidente e é dado como morto. Tertulinho (Renato Góes) vê aí a oportunidade de conquistar Candoca e acaba se casando com ela.

Dez anos se passa e o impensável acontece: Zé Paulino retorna a Canta Pedra; ele sobreviveu ao acidente. Ou será que foi tudo armação?

O fato é que Zé Paulino terá que lidar com seus sentimentos e com as mudanças ocorridas em Canta Pedra.

Sérgio Guizé falou também de sua expectativa quanto à trama e os desafios do novo trabalho. “Estamos fazendo uma novela que fala do interior do Brasil e de sua gente. Veremos tipos universais representados, mas de uma forma especial, conduzidos pelo texto do Mario e pela direção do Allan Fiterman e equipe. É uma história alegre, com muitas cores e muita leveza, que espero que o público se identifique e goste bastante”, finalizou o ator. 

Falando de Sérgio Guizé na vida real, ele é paulista da cidade de Santo André e completou 42 anos em maio passado. Formado pela Escola Livre de Teatro e pela Fundação das Artes de São Caetano do Sul, a estreia na carreira artística foi no teatro, em 1998 e na montagem de “O Beijo No Asfalto”, um clássico escrito por Nelson Rodrigues.

Entrou na televisão pelas portas do SBT; em 2001 trabalhou em “A Pícara Sonhadora”. Três anos depois, estava na Globo e, a partir daí, foi emendando um trabalho ao outro, sem se esquecer da música que também é sua paixão.

Não dá para falar sobre o trabalho de Sérgio Guizé e não se lembrar do Candinho, de “Êta Mundo Bom!”, e do João Gibão, do remake de “Saramandaia”. No cinema brasileiro, participou de mais de vinte longa-metragens, sendo os mais recentes, “O Amante de Júlia”, “Me Tira da Mira” e “Os Caras Malvados”, todos neste ano.

Completamente avesso às badalações, a não ser aquelas estritamente necessárias ao seu trabalho – sentimento compartilhado por sua mulher, a também atriz Bianca Bin – é raro ver Sérgio Guizé se expondo aos holofotes. Ele e sua mulher adquiriram um sítio na região de Indaiatuba, interior de São Paulo, e ali se refugiaram mesmo antes do casamento no civil que aconteceu em 2018. O casal adora o isolamento e a natureza. Bonito de se ver.

Bem, quanto à novela, como já explicado antes, estreará no próximo dia 22, sucedendo “Além da Ilusão”. É esperar e conferir.


 1  O ator Sérgio Guizé clicado num dos intervalos das gravações das cenas do personagem Zé Paulino, de “Mar do Sertão” / Foto: Estevam Avellar-RG;  Sérgio Guizé e Isadora Cruz contracenam na pele de seus personagens, Zé Paulino e Candoca. A cena faz parte dos primeiros capítulos de “Mar do Sertão” / Foto: Ronald Santos Cruz-RG;  3  Sérgio Guizé como Zé Paulino numa das cenas gravadas na rua da cidade fictícia de Canta Pedra / Foto: Estevam Avellar-RG;  4  Vida real: Sérgio Guizé e sua mulher, a também atriz Bianca Bin / Foto: Divulgação;  5  Bom de relembrar é o personagem Candinho, da novela “Êta Mundo Bom!”, um marco na carreira de Sérgio Guizé / Foto: João Cotta-RG.
 
 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »