MENU

04/08/2022 às 20h54min - Atualizada em 05/08/2022 às 00h02min

Na contramão da tendência, startups estão investindo no Brasil

Conheça quais são essas empresas.

SALA DA NOTÍCIA Redação
www.mozper.com.br
Mozper | Divulgação

O mercado brasileiro presenciou uma série de demissões em startups. Entretanto, o momento não é unanimidade entre essas companhias. Na contramão da tendência, algumas startups mostram resiliência e estão investindo assertivamente no Brasil.

Esse é o caso da Mozper, fintech que ajuda pais, mães e responsáveis a educar crianças e adolescentes para tomar decisões financeiras inteligentes e responsáveis. 

Com o início do planejamento da operação no Brasil no final de 2020 e lançamento da solução em janeiro de 2022,  a fintech entende que a educação financeira no país ainda é deficiente. 

"Nosso objetivo é justamente resolver isso. Queremos promover educação financeira, na prática, para crianças, adolescentes e ser o sistema operacional financeiro da família brasileira", explica Gabriel Roizner, co-founder e CEO da Mozper.

Segundo uma pesquisa realizada pela Mozper, em janeiro deste ano, 43% dos pais de crianças e adolescentes de 10 a 17 anos no Brasil não tiveram educação financeira na infância. Entretanto, atualmente, 90% deles declaram conversar sobre o assunto com os filhos, revelando uma preocupação em ensinar educação financeira. 

No mesmo sentido, a Smart Doctor, healthtech que oferece benefícios focados na saúde e bem-estar de colaboradores e suas famílias, chegou ao Brasil em abril deste ano após investimento de US$1,5 milhão. 

Os fundadores Christian Rivera e Karen Salirrosas, médicos que já atuaram nos setores público e privado em países da América Latina, explicam que escolheram o país por conhecerem a complexidade e a realidade de sistemas de saúde, identificando carências, principalmente na saúde pública. 

“No Brasil, assim como em outros países da América Latina, as pessoas procuram um especialista em saúde apenas quando já estão bem doentes e a  Smart Doctor nasceu justamente para facilitar o acesso a especialistas de forma simples, eficaz e financeiramente acessível tendo como principal foco a saúde preventiva”, ressalta Karen. A empresa está presente no Perú, Chile, Colômbia, México, Brasil e o objetivo é estar nos demais países da América Latina até o final de 2023. 

Já a Jeeves, plataforma corporativa de gerenciamento de gastos e despesas para empresas em mercados globais, usou o investimento de US$380 milhões nos últimos doze meses para impulsionar sua expansão global na América Latina, incluindo o Brasil. 

Mesmo em um momento delicado para o financiamento de startups, a fintench aproveita a oportunidade para oferecer um produto de empréstimos rápidos e com juros menores para que pequenas e médias empresas possam se capitalizar. 

“Estamos crescendo exponencialmente e o Brasil é nossa prioridade número 1 agora. O momento é de investir pesado aumentando a infraestrutura e contratando mão de obra qualificada, destaca Fernando Torres, líder de Operações da Jeeves no Brasil.


Notícias Relacionadas »
Comentários »