MENU

24/10/2020 às 00h00min - Atualizada em 24/10/2020 às 00h00min

ENGENHEIRO GREGÓRIO SODRÉ

Francimar Moreira
FOI COM TRISTEZA E LÁGRIMAS que recebi a notícia do falecimento do engenheiro civil Gregório Antônio Sodré Neto, o Dr. GREGÓRIO SODRÉ, UM HOMEM DÓCIL, EDUCADO, ATENCIOSO E HONRADO QUE AMAVA VIVER E COMPARTILHAR COM A FAMÍLIA E PESSOAS PRÓXIMAS os momentos alegres da vida.

O Dr. GREGÓRIO, nos últimos trinta anos, convidou-me, reiteradas vezes, para viajar com ele e sua esposa, doutora Miriam, nas turnês que fazia, com frequência, pelo mundo afora. Como no primeiro convite demonstrei ter gostado da ideia e disse-lhe que qualquer dia me presentearia o prazer da companhia dele e de sua esposa em um de seus giros por outros continentes, ele passou a me ligar quando planejava uma nova viagem. 

ALGUMAS vezes ele foi ou passou no meu local de trabalho e insistia dizendo:             
 – Meu amigo Francimar, a vida não pode se resumir a trabalho, trabalho e trabalho! …  
Restava-me concordar, agradecer a consideração e dizer que não podia naquele momento. Ele sorria, balançava a cabeça e dizia: 
– Você não tem jeito, Francimar, somente pensa nos outros! …
Várias vezes convidou-me a conhecer o seu acervo musical e fotográfico, mas minha esquisitice e a eterna falta de tempo não me permitiram experimentar esse prazer.         

ESTAVA dirigindo, quando recebi um telefonema: 
 – Já soube do Dr. GREGÓRIO SODRÉ, pai?! – perguntou minha caçula Isabel. 
Não me diga que ele faleceu, minha filha!  
– Foi isso o que aconteceu, sim, pai, infelizmente! …

Não consegui segurar as lágrimas. Encostei o carro na lateral, desliguei-o e aguardei por algum tempo, até me recompor do choque e poder continuar a dirigir. Confesso que apenas duas pessoas, não parentes próximos, causaram-me choque semelhante ao saber de seu falecimento: Nélson Mandela e Dr. Gregório Sodré.   

HOMEM DE CORAGEM MORAL

No nosso último encontro social, um evento na Associação Comercial e Industrial de Imperatriz, no qual se encontrava a chamada “nata da elite imperatrizense”, Dr. Gregório se aproximou de mim e disse:  
– Você não vai viajar comigo mesmo, para a gente tirar fotografias juntos, está me embromando há meio século, por isso, vamos tirar agora:
E, olhando para a esposa que se encontrava um pouco distante, chamou-a: 
— Miriam! 
Incontinente lançou o olhar sobre a multidão e, de repente, exclamou: — Aninha! (Sua filha Ana Lucrécia Bezerra Sodré, juíza de Direito).

Ao perceber a filha já a seu lado, proclamou:    
– Aninha, vamos fazer umas fotos com meu amigo Francimar Moreira, pois há três décadas ele promete viajar comigo, para a gente conhecer novos lugares e tirar fotografias juntos, mas já temo que essa viagem não aconteça. Ato contínuo, passou o instrumento fotográfico a uma conhecida, convidou outros familiares para a roda e, para espanto de elitistas empedernidos e estúpidos, fomos clicados a seu gosto.

O assombro de presunçosos, arrogantes, resultava do posicionamento que adotei logo que cheguei a Imperatriz, em 1973, e constatei que grileiros e pessoas abastadas vindas de outros Estados, apoiados por políticos inescrupulosos e agentes da pistolagem, ateavam fogo nos casebres de moradores rurais, para tomar-lhes as terras. Às vezes, terras onde haviam morado a vida inteira, os avós e os pais dos que a ocupavam naqueles momentos trágicos. 

Ora, em solidariedade a esses aventureiros ou gangsteres, a maioria dos pecuaristas, empresários e, até profissionais liberais e servidores públicos graduados e petulantes, passou a me ver com reserva. Em 1982 veio o mandato de vereador, quando me notabilizei pelo combate sistemático à pistolagem e à corrupção, as quais denunciei de todas as formas e em todas as instâncias dos poderes. 

Esta atitude corajosa aliada à fama de incorruptível, deixava a pseudaelite de Imperatriz completamente assustada. Era a manifestação inconsciente do medo de vir a ser revelado algo podre no comportamento de alguns. Particularmente todos me respeitavam e até me tratavam bem, mas em público procuravam me evitar. Na verdade, como já provou a psicanálise, nada humilha mais um cafajeste metido, que a grandeza e a honradez dos dotados de CORAGEM MORAL.  

É lógico que o Engenheiro Gregório Antônio Sodré Neto sabia de tudo isso e muito mais. Sabia que muitos dos presentes aquele ato solene imaginavam que podiam ter sido favorecidos por ele na condição de avaliador oficial de bens imóveis e lamentavam, no entanto, que a ESTATURA MORAL e a reconhecida honradez do Dr. Gregório Sodré não lhes permitiram peitá-lo com uma proposta indecente. 

Com aquele gesto, a um só tempo nobre e heroico, convidando sua esposa médica e a filha juíza para aquelas fotos, o Dr. Gregório Sodré revelou sua CORAGEM MORAL e ARROSTOU a elite hipócrita de Imperatriz que, certamente, achou um despropósito o honrado e acatado Engenheiro Civil prestigiar-me com tamanha reverência. 

Na verdade, o ilustre engenheiro simplesmente revelou a dimensão de sua estatura. Pois como sabemos somente consegue ser honrado e sobrepor-se aos caprichos dos petulantes os que têm seus atos guiados pela CORAGEM MORAL, da qual falou com brilhantismo o pensador, psicanalista e sociólogo alemão Erich Fromm.   

Era e é logicamente impossível aos que participavam ou participam de cultos religiosos às 19 horas, mas às 22 horas, estavam ou estão se confraternizando com agentes do CRIME E DA PISTOLAGEM, em uma churrascaria, compreender as razões e a magnitude do gesto do engenheiro Gregório Antônio Sodré Neto.   

O Dr. Gregório Sodré era, de fato, um cavalheiro, um lord, um gentleman e merecia viver pelo menos até os CEM ANOS, ao lado de sua adorada Miriam, dos filhos, netos e de todos os seus descendentes. 

É difícil mensurar a pungente dor que se apossou do corpo e da alma de seus familiares! Só mesmo a fé em um poder infinitamente maior pode confortá-los. E que este poder infinito dê ânimo e conforto à Dra Miriam, à Dra Ana Lucrécia e a todos os seus familiares. 

Já disseram: “Felizes são os que partem deixando saudades!” – pois o Dr. Gregório Sodré as deixou e plantadas em corações e almas tocadas por seu carisma e sua generosidade. 

DESCANSE EM PAZ, MEU DOUTOR GREGÓRIO SODRÉ! Na certeza de que permanecerás em nossos corações, enquanto eles pulsarem.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...