MENU

29/06/2022 às 22h34min - Atualizada em 29/06/2022 às 22h34min

Fiscalização Ambiental faz mapeamento para atuar nas praias do Garimpinho

Após a identificação dos possíveis locais usados para formar os acampamentos, as ações educativas e de fiscalização vão iniciar no dia 4 de julho com apoio da Educação Ambiental e Guarda Municipal

Da Assessoria
Durante o monitoramento, já foi identificada uma atividade de pesca predatória, prática proibida na região - Foto: AscomAraguaína / Marcos Sandes
 
A Fiscalização Ambiental de Araguaína está realizando o mapeamento dos bancos de areia da região do Povoado Garimpinho, localizado a 145 km da cidade. A ação é fundamental para identificar os pontos de atuação das equipes na temporada de praia e realizar o monitoramento de toda a região, que atrai visitantes e turistas principalmente nos meses de julho a setembro.  

“O objetivo é identificar os possíveis locais que normalmente são utilizados para acampamentos e depois estaremos visitando com intuito de proibir a pesca predatória, destinação irregular de resíduos, queimadas e dentre outras infrações ambientais”, explicou o diretor de Fiscalização Ambiental, Orialle Barbosa.

Ainda de acordo com o diretor, até o momento o nível da água do rio está maior comparado com junho do ano passado, o que dificultou a formação de mais bancos de areia. “Em razão das chuvas que foram mais intensas, o rio está cheio, acreditamos que a partir do dia 10 de julho tenham mais praias se formando”, pontuou o diretor.
 
Pesca predatória
Durante as visitas da fiscalização no local, foi identificada uma atividade de pesca predatória, prática proibida. “Encontramos armadilhas, como rede, tarrafa e também ceva de peixe fixa, todos esses objetos caracterizam pesca predatória”, afirmou Barbosa.

Em caso de flagrante desse tipo de crime, o responsável estará sujeito a uma multa que varia de R$ 700 a R$ 10 mil, com acréscimo de R$ 20 por quilo de pescado. O material de pesca ilegal também é apreendido e o responsável poderá ser detido pela Polícia Militar Ambiental, que faz um trabalho conjunto com os fiscais do Município.
 
Orientações
Após o mapeamento, a partir do dia 4 de julho, os profissionais farão as rondas no rio e visitas aos acampamentos. As ações nas praias do Garimpinho contam com o apoio dos servidores da Educação Ambiental. Os profissionais orientam as famílias e turistas sobre as práticas da preservação ambiental, o que mantém a praia limpa. Os visitantes e moradores também contarão com ações de segurança pública, realizadas por meio da Guarda Municipal.

Notícias Relacionadas »
Comentários »