MENU

29/06/2022 às 19h19min - Atualizada em 29/06/2022 às 19h19min

PF prende sete suspeitos de envolvimento em esquema de fraudes contra o INSS no Maranhão e Piauí

Os policiais federais também cumpriram 13 mandados de busca e apreensão nas cidades de Coelho Neto e Teresina

Assessoria/PF
Agentes da Polícia Federal durante a operação em Coelho Neto - Foto: Assessoria/PF
 
Na manhã desta quarta-feira (29), uma operação da Polícia Federal prendeu sete pessoas suspeitas de integrar um esquema criminoso voltado para a prática de fraudes contra o INSS no município de Coelho Neto, no Maranhão, e em Teresina, no Piauí.

A investigação teve início em 2020, e levou à identificação de um esquema integrado por pelo menos sete agenciadores, responsáveis por cooptar pessoas com a promessa de concessão de benefícios de aposentadoria por idade e pensão por morte de forma mais célere, além de dois servidores do INSS, responsáveis pela concessão ilegal dos benefícios.

Os agenciadores, além da função de cooptação de pessoas, também são proprietários de empresas especializadas em empréstimos financeiros e, logo após a concessão ilegal do benefício, realizavam empréstimos consignados no nome dos beneficiários, obtendo assim uma quantia significativa de forma mais rápida. 

Além dos sete mandados de prisão temporária, os policiais federais também cumpriram 13 mandados de busca e apreensão nas cidades de Coelho Neto e Teresina. Também foi determinado o bloqueio de contas bancárias dos envolvidos, o sequestro de bens e valores de origem criminosa, além do afastamento dos servidores do INSS do exercício de suas funções.

A operação foi realizada pela Delegacia de Polícia Federal de Caxias/MA, com a colaboração da Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista (CGINT) do Ministério do Trabalho e Previdência.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »