MENU

28/06/2022 às 19h34min - Atualizada em 28/06/2022 às 19h34min

Governo do Estado inicia atividades do programa Maranhão sem Queimadas

Da Redação
SECOM/MA
Objetivo da ação é promover atividades educativas para prevenir, combater e controlar queimadas e incêndios - Foto: Divulgação
 
No segundo semestre do ano, no Maranhão, as chuvas cessam ou ocorrem com menos intensidade e começa o período mais quente. Neste cenário é comum a ocorrência de queimadas e já prevendo situações e organizando o plano de contenção, o Governo do Estado, por meio do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA) e Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA), deu início ao programa Maranhão Sem Queimadas.

O objetivo da ação é promover atividades educativas relacionadas à orientação para prevenir, combater e controlar queimadas e incêndios florestais no estado. As ações começaram em Mirador, durante lançamento do programa, no último sábado (25). A região é umas das que possuem registros de alta incidência de queimadas e incêndios florestais.

“Este programa foi idealizado pelo governo e a edição deste ano segue diretriz do governador Carlos Brandão, já repassada às secretarias e à nossa corporação. É uma iniciativa pensada para atuar tanto no desenvolvimento de ações preventivas, como na participação direta do Estado e municípios, além de conscientizar pequenos produtores e sociedade civil. É importante redobrar os cuidados neste período de estiagem, devido a maior exposição aos incêndios”, pontua o comandante-geral do CBMMA, coronel Célio Roberto de Araújo.

Durante a operação Maranhão Sem Queimadas, o Corpo de Bombeiros mobiliza toda a corporação e órgãos parceiros, deslocando o efetivo, garantindo equipamentos e, principalmente, formando brigadas municipais para atuar nas ações de contenção destas ocorrências. “A iniciativa inclui um conjunto de ações preventivas e de combate, tendo em vista a proximidade do período de estiagem e as consequentes ocorrências de queimadas que afetam os diversos biomas do Maranhão. E, para cumprimento e êxito do plano de estratégias, temos os municípios como grandes parceiros”, frisa o coronel Célio Roberto de Araújo.

Cada cidade participante garante a indicação de uma equipe de brigadistas para atuar na região pelo período do programa. Este efetivo tem significativa relevância para a proteção dos ecossistemas e da biodiversidade nas Unidades de Conservação dos municípios. Os brigadistas realizam cursos para conhecer o manejo integrado do fogo e as aplicações que poderão executar na prevenção e combate a incêndios florestais. Qualquer município pode aderir ao programa. 

Entre os municípios que receberão as equipes de monitoramento e as ações do Maranhão Sem Queimadas nesta etapa estão Balsas, Buriti Bravo, Caxias, Chapadinha, Codó, Colinas, Coroatá, Fernando Falcão, Formosa da Serra Negra, Grajaú, Imperatriz, Lago da Pedra, Loreto, Mirador, Sambaíba, Santa Inês, Santo Antônio dos Lopes, São Domingos do Azeitão, São Felix de Balsas, São Raimundo das Mangabeiras e Tasso Fragoso. “São regiões com alta incidência de focos de queimadas e que precisam sempre de acompanhamento, principalmente na estiagem”, reitera o comandante do CBMMA.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »