MENU

13/06/2022 às 22h10min - Atualizada em 13/06/2022 às 22h10min

Cacique denuncia tentativa de intimidação e quer investigação do MPF contra militar que coordena a Funai e saída do cargo

Caciques de oito aldeias assinaram documento pedindo a exoneração do cargo

Da Assessoria
Reunião das lideranças indígenas para falar sobre o comportamento do coordenador da Funai - Foto: Divulgação / FUNAI
 
O tenente Reinaldo Amaral Neves, encarregado pela coordenação técnica local (CTL) da Fundação Nacional do Índio (Funai), teria ameaçado processar judicialmente o cacique Natanael Karajá. O cacique, que já havia reclamado do desrespeito do coordenador para com as lideranças indígenas, disse que teme ser atacado pelo militar.

A denúncia foi enviada ao Instituto Indígena do Tocantins (INDTINS) por meio de outra liderança Karajá, o cacique Carlos Waximauri. No áudio é possível ouvir o tenente acusando e ofendendo Natanal Karajá.

“Eu tô indo aqui no Ministério Público Federal agora, entrar com uma ação de danos morais contra você, e de mais meimum de coisa, por calúnia, por injúria, entendeu, Natanael? Tu agora, tu vai me pagar, vagabundo (sic)”, declarou Neves.

Conforme o cacique Natanael Karajá, o ataque do tenente veio após caciques de oito aldeias atendidas pela CTL de Teresinha (MT), incluindo aldeias localizadas no Tocantins, terem se reunido para discutir o desrespeito frequente do coordenador para com as lideranças indígenas, assim, Natanael foi o relator do documento pedindo a saída de Reinaldo Amaral.

Natanael conta que muitos indígenas ficam acuados e com medo de enfrentar Reinaldo Amaral porque ele é militar aposentado. “Muitas vezes nós lideranças, que moramos na aldeia, não temos segurança né, quando a gente é perseguido com esse tipo de pessoa, que trabalha com a gente, e persegue a gente”, afirma o cacique.

O cacique levou a denúncia ao procurador da República no Tocantins Álvaro Manzano e aguarda o encaminhamento da investigação.

Também político, o Tenente Amaral se candidatou a deputado estadual do Tocantins em 2018, pelo Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), neste ano a assessoria de comunicação do INDTINS não encontrou notícias de uma nova candidatura, mas em suas redes sociais Reinaldo publica fotos dando cestas básicas a idosos e crianças do Povo Karajá (Iny).

 

Como denunciar ao INDTINS?

Com uma equipe de advogados e de comunicação, o INDTINS tem um projeto de encaminhamento das denúncias de violação dos direitos indígenas à imprensa e à Justiça, de modo a lutar para que os direitos dos povos originários do Tocantins sejam garantidos.

Para enviar uma denúncia ao INDTINS basta acessar e preencher um formulário do Google com as informações das denúncias, que podem ser feitas sem necessitar de se identificar, ou ainda acessar as redes sociais do Instituto: Facebook e Instagram.

Notícias Relacionadas »
Comentários »