MENU

14/05/2020 às 16h54min - Atualizada em 20/10/2020 às 17h40min

O calendário alternativo de lives para assistir em casa

Inúmeros artistas vêm se apresentando virtualmente para ajudar as pessoas a permanecerem em casa durante a quarentena

SALA DA NOTÍCIA
Alessandra Goes Alves

Além do coronavírus e dos profissionais de saúde, o mundo tecnológico vem se destacando na atual pandemia. A tecnologia vem sendo fundamental para que a população mantenha contato com familiares e amigos, compre alimentos e, assim, permaneça em casa. Ademais, ela permite a realização de trabalho home office para trabalhadores de diferentes setores comerciais e industriais.

 

Inúmeros artistas estão entrando na onda das lives que andam circulando pela Internet e realizando shows nas suas casas. As plataformas de streaming são os novos palcos durante a quarentena e trazem shows, podcasts, leituras e lançamentos musicais para quem está em casa.

 

Natiruts, Diogo Nogueira, Ludmilla, Alcione, Alceu Valença, Raça Negra, Mônica Salmazo, Roberta Sá, Mestrinho, Hamilton de Holanda e Capital Inicial foram alguns cantores e grupos brasileiros que já se apresentaram durante o período de isolamento social. Confira, a seguir, alguns shows on-line para te ajudar a permanecer em casa.

Festival Fico em Casa 

Feita na última semana de março, este festival contou com a participação de 70 artistas nacionais fazendo shows virtuais em um total de 40 horas de música. As apresentações foram mostradas nos perfis do Instagram dos artistas e retransmitida pelo canal Festival Fico Em Casa no YouTube.

 

A programação teve a participação de artistas como Maria Gadú, Emicida, Daniela Mercury, Francisco El Hombre, Adriana Calcanhotto, Paulo Miklos, Romero Ferro, Valesca Popozuda, Majur, Rennan da Penha, Academia da Berlinda, Luê e Preta Ferreira. 

 

Bandas do cenário underground de diferentes partes do país também tiveram espaço, como é o caso de Menores Atos (SP), Guma (PE), Z’África Brasil (SP), Felipe Cordeiro (PA), Urias (MG) e Boogarins (GO).

Guaiamum Treloso Rural

Esse festival, um dos principais de música alternativa de Pernambuco, ocorre anualmente no interior do estado e reúne desde artistas conhecidos até bandas que despontam no cenário musical pernambucano. Na live do evento, apresentaram-se Mestre Anderson Miguel, Lia de Itamaracá com DJ Dolores, Tagore, a sensação do tecnobrega Shevchenko e Elloco, além do DJ Patrick Tor4.

    

Em função da pandemia, o evento que aconteceria presencialmente em maio foi adiado para o dia 19 de setembro, na Fazenda Bem-Te-Vi, na cidade de Aldeia. O festival surgiu como uma folia carnavalesca entre amigos que percorria as ruas do bairro Poço da Panela, em Recife, entre 1995 e 2000. 

 

Em 2001, o evento ganhou um tom de festival, com um palco montado ao ar livre no mesmo bairro. Em 2017, ocorreu a primeira edição na cidade de Aldeia — formato vigente até hoje.

Wohoo

Outro festival conhecido em Recife é o Wohoo, que estreou na capital pernambucana em outubro de 2019. Com três palcos ao ar livre, o festival reuniu diferentes gêneros musicais, desde pop até reggae, rap e MPB, trazendo nomes como Jorge Ben Jor, Mundo Livre S/A, Natiruts e Baiana System.

 

Na pandemia, o Wohoo deu uma amostra do que acontece no festival e trouxe lives do grupo Francisco El Hombre, a paraense Luê e a pernambucana Flaira Ferro — que desponta no cenário musical do estado.

Zeca Pagodinho

Um dos grandes nomes vivos da música brasileira, o sambista Zeca Pagodinho se rendeu aos pedidos feitos pelos fãs nas redes sociais e fará uma live no dia 10 de maio, Dia das Mães.

 

O artista chegou a explicar, em suas redes sociais, as razões que o faziam resistir à produção de uma live. Além de precisar de músicos para tocar os instrumentos, Zeca disse que estava seguindo rigorosamente as recomendações de isolamento feitas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). O show contará com 5 músicos e durará cerca de 75 minutos.

Dificuldades e impactos

Entre as dificuldades enfrentadas para a produção de lives está o número reduzido de músicos e técnicos de som, em decorrência do isolamento social e da proibição de aglomerações. As interrupções da apresentação a partir de falhas na transmissão pela Internet também são um problema.

 

Contudo, com a quarentena, a exibição de lives se tornou uma estratégia central para artistas no Brasil e no mundo. Geralmente exibidas em redes sociais, essas lives são, hoje, grandes eventos que recebem o patrocínio de marcas famosas e arrecadam doações de dinheiro para medidas contra o coronavírus. 

 

De acordo com uma pesquisa divulgada pela agência Reuters, artistas brasileiros famosos foram responsáveis por quase todos os shows com mais audiência em plataformas streaming no mundo. 

 

Marília Mendonça, Jorge e Matheus, Gusttavo Lima, Wesley Safadão e Sandy e Júnior foram alguns dos que tiveram mais audiência em suas lives durante a quarentena.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...