MENU

19/05/2022 às 11h30min - Atualizada em 20/05/2022 às 00h01min

Vivalá lança TBC de Aventura nos Lençóis Maranhenses

A expedição é feita em conjunto com comunidades tradicionais locais em uma aventura incrível de 40 km de trekking e 15 km de caiaque durante 7 dias

SALA DA NOTÍCIA Jéssica Amaral - DePropósito Comunicação
www.depropositocomunica.com
Divulgação

A Vivalá Turismo Sustentável no Brasil está expandindo seus destinos e tipos de experiência e acaba de chegar a uma nova unidade de conservação, o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, sua oitava reserva de seu portfólio. O parque fica a 370 km da capital São Luís no Maranhão. O destino é a primeira experiência de Turismo de Base Comunitária de Aventura da empresa e tem uma estreia super exclusiva com apenas 26 vagas disponíveis em 2022. 

A nova expedição, que foi bastante aguardada pelos viajantes, vai acontecer em julho, entre os  dias 16 e 22, e em setembro, de 03 a 09. O cofundador e diretor executivo da Vivalá, Daniel Cabrera, realizou a visita técnica e afirma que foi uma das melhores experiências que já vivenciou. “A expedição é simplesmente inacreditável, uma das melhores experiências que já tive em minha vida. O cenário é exuberante. Os oásis são de tirar o fôlego, parece que estamos em um filme ou no próprio céu. Gostaria que todas as pessoas pudessem viver essa experiência”. 

O roteiro de sete dias começa em São Luís, passa por Barreirinhas, vilarejo de Atins, os oásis de Baixa Grande e Queimada dos Britos, e termina nas comunidades de Betânia e Santo Amaro em uma travessia de 40 km, dividida em três dias, além de navegar por 15 km de caiaque descendo o Rio Alegre em um último dia. “A travessia é feita em um lugar tão lindo, tão especial, que me surpreendeu muito não só ter aguentado toda a travessia, como ter me divertido muito ao longo do caminho. O vento ininterrupto no rosto, os maravilhosos nascer do sol, os pulos nas lagoas, e os pensamentos que vão e vem, te fazem ir muito mais além” explica Cabrera.

A Queimada dos Britos e a Baixa Grande ficam na Zona Primitiva, onde as duas manchas de vegetação de restinga formam verdadeiros oásis e são lugares incríveis para passar a noite nas poucas casas de nativos da região. “Quando os viajantes chegam, conversamos na mesa com um belo almoço de comida caseira. Após a refeição, continuamos o papo, descansamos nas redes, falamos da nossa vida e queremos saber mais da vida dos viajantes que estão conosco. Mais à noite, saímos para ver o pôr do sol todos os dias antes do jantar, é o nosso estilo de vida. À noite, fazemos uma roda e contamos as histórias daqui. Ficamos muito felizes, porque as pessoas estão conhecendo nosso lugar”, conta Joina Garcia, nativa da região e uma das pouquíssimas pessoas que recebem visitantes da região. 

Em Baixa Grande, existe apenas 7 famílias, enquanto em Queimada dos Britos, 30 famílias residem no local, é extremamente exclusivo, muito especial. Por isso, a experiência de conversar, interagir e passar a noite com os moradores é única e bastante enriquecedora. “Ficamos hospedados nas casas, dormimos em redários, comemos uma comidinha caseira de primeira e conhecemos mais sobre os costumes e crenças nessas comunidades no meio das dunas”, explica Daniel, da Vivalá.

Aventuras e cenários de tirar o folêgo

A última parte do roteiro se inicia na comunidade de Betânia e termina em Santo Amaro, após percorrer os 15 km descendo o Rio Preguiça, de caiaque para selar com chave de ouro uma interação única com a natureza brasileira. “A descida de caiaque é muito prazerosa. Disponibilizamos os caiaques, damos um pequeno treinamento e enviamos um guia local da comunidade, acostumado com o trecho para acompanhar os viajantes. A duração da descida do caiaque é de três a quatro horas, passando por paradas históricas, tomando banho nas lagoas e apreciando as belas paisagens. Queremos que mais pessoas vivam essa experiência e conheçam Betânia”, conta o Walisson Santos, que recebe os viajantes junto com sua família, em Betânia.

“Os nasceres e pores do sol lá eram simplesmente inacreditáveis. O céu laranja, o vento batendo o tempo todo, acariciando sua pele e penteando cada fio de areia sobre as dunas. A experiência é transcendental e te faz relembrar de toda sua vida, olhando para o passado e para o futuro, se encontrando no presente. Fechar a expedição descendo de caiaque o Rio Alegre sela uma vivência onde você se transforma”, relembra o cofundador e diretor-executivo da Vivalá. 

O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é considerado o maior campo de dunas do Brasil e contempla uma paisagem totalmente única ao misturar suas dunas com lagoas de água doce e cristalina. Unidade de Conservação (UC), ela é oficialmente registrada como Marinha Costeira, mas é também uma zona de Cerrado, com influência da Caatinga e da Amazônia. 

A fauna do parque é exuberante porque tem como referência o encontro dos três biomas, um dos poucos lugares do país que isso acontece. A UC possui espécies únicas, como a Pininga (Trachemys adiutrix), uma tartaruga do deserto endêmica dos Lençóis e que atualmente está em risco de extinção. Um dos nossos maiores objetivos é a imersão natural, conscientização ambiental e proteção da biodiversidade brasileira através de nossos viajantes.

Valor

O valor da expedição por pessoa é a partir de R$ 4.410 à vista ou 8x de R$ 612,50 no cartão de crédito. Não estão inclusas passagens aéreas até o ponto de encontro em São Luís e compras pessoais. Para mais informações, acesse o link www.vivala.com.br/expedicoes.

Sobre a Vivalá

A Vivalá Turismo Sustentável no Brasil surgiu em 2015 como uma empresa social com a missão de ressignificar as relações das pessoas com o Brasil através do turismo sustentável, empoderando comunidades e transformando percepções. A organização é especializada em expedições em unidades de conservação com profunda interação com a natureza e imersão nas comunidades tradicionais locais através do turismo de base comunitária. A Vivalá recebeu 10 prêmios e reconhecimentos importantes em sua trajetória, sendo convidada para compor a rede Young Leaders of Américas do departamento de estado americano em 2018, premiada como a agência mais sustentável do Brasil em 2019 pela ONU, Organização Mundial do Turismo e Braztoa, além de ter sido escolhida, em 2021, pela Fundação Grupo Boticário, Aceleradora 100+ da Ambev e PPA, e iniciativa global da Yunus & Youth para fazer parte de seus programas de aceleração. Em 2022, venceu pela segunda edição consecutiva o Prêmio Braztoa de Sustentabilidade, em reconhecimento às ações sustentáveis durante a pandemia e está sendo investida pela AMAZ, aceleradora de negócios de impacto na Amazônia. No site www.vivala.com.br é possível encontrar todos os roteiros e expedições agendadas para os próximos meses. Mais informações pelo e-mail [email protected] ou telefone (11) 95658-5778.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »