MENU

12/05/2022 às 19h48min - Atualizada em 12/05/2022 às 19h48min

PGJ recebe secretária estadual de Direitos Humanos e discute parcerias institucionais

Da Redação
CCOM-MPMA
Amanda Costa, secretaria de Direitos Humanos e o PGJ Eduardo Nicolau discutem atuação conjunta - Foto: Divulgação
    
O procurador-geral de justiça, Eduardo Nicolau, recebeu, na manhã desta quinta-feira, 12, a visita institucional da secretária estadual de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), Amanda Costa. Também participaram da reunião os promotores de justiça José Márcio Maia Alves, diretor da Secretaria para Assuntos Institucionais, e Ednarg Fernandes Marques, coordenador da Assessoria Técnica do MPMA.

A titular da Sedihpop, que assumiu a pasta recentemente, disse que o objetivo da visita foi estreitar relações com o Ministério Público para desenvolver projetos de forma conjunta. Amanda Costa elogiou a atuação do MP na defesa da sociedade.

“Essa visita faz parte de uma agenda de trabalho com os órgãos que são estratégicos para a defesa dos direitos humanos. O MP é um parceiro essencial nesse segmento em diversas ações. O Padhum (Programa de Atuação em Defesa dos Direitos Humanos) é um programa incrível voltado para a execução da política de direitos humanos”, afirmou Amanda Costa.

Ao agradecer a visita, Eduardo Nicolau expressou sua satisfação em direcionar os esforços institucionais de sua gestão para a população mais vulnerável e para o público historicamente excluído. “O MP está sempre presente porque defendemos a sociedade em qualquer circunstância. A gente precisa estar juntos nesse esforço coletivo pelos direitos humanos”.

José Márcio Maia Alves explicou que o MPMA criou mais um canal de diálogo com a Sedihpop e que a instituição está à disposição da referida secretaria para somar esforços nos projetos ministeriais.  “Precisamos da intervenção e mobilização dos públicos vulnerabilizados lá na ponta, nas comarcas do interior. Assim, já começamos a colocar em prática as estratégias do Programa de Atuação em Defesa dos Direitos Humanos”. 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...