MENU

10/05/2022 às 14h38min - Atualizada em 12/05/2022 às 00h00min

Nutrição adequada na recria das aves de postura é chave para a alta produtividade

Falta de nutrientes na dieta pode prejudicar potencial das aves de postura, no momento em que se espera a máxima produção de ovos.

SALA DA NOTÍCIA Texto Comunicação
Divulgação
Para atingir alta produtividade na avicultura de postura, há necessidade de nutrição adequada em todas as etapas do ciclo das aves. No caso das poedeiras, nutrientes em excesso na ração ou, principalmente, a falta deles, impacta negativamente a qualidade dos ovos e o volume de produção. "O desequilíbrio nutricional é grave, prejudica as aves e, dependendo do caso, pode levar tempo para voltar ao normal, mesmo depois de feitas as devidas correções no manejo. Por isso, é essencial o acompanhamento contínuo dos índices produtivos para mantermos o melhor desempenho zootécnico das aves”, explica Rogério Marcos Junior, zootecnista da Auster Nutrição Animal. 

A fase de recria é considerada o período mais crítico do ciclo de vida das aves de postura, pois é quando ocorre o desenvolvimento fisiológico, dos órgãos internos, do sistema imunológico e do trato reprodutivo. “As vacinações, o processo de debicagem e seleções interferem diretamente no consumo de ração e, consequentemente, no ganho de peso diário das aves. Por isso, o monitoramento do peso corporal torna-se a principal ferramenta para tomar decisões relacionadas ao manejo e à nutrição”, complementa Rogério Marcos. 

Outros fatores impactam a lucratividade das granjas. No caso da avicultura de postura, é essencial avaliar a qualidade das matérias-primas, como milho, farelo de soja, farinha de carne e calcário e os níveis nutricionais, como vitamínicos e minerais, além dos aminoácidos. A qualidade desses ingredientes impacta diretamente nas exigências nutricionais das aves e, consequentemente, na produtividade do plantel.

“Lote de aves saudáveis proporcionam maior garantia da produção de ovos em maior quantidade e por mais tempo. Por isso, uma dica valiosa é adotar rotinas de monitoramento de índices e investir em protocolos de biosseguridade, além de ter equipe bem treinada para realização dos manejos na granja”, informa o zootecnista da Auster Nutrição Animal. 

“Na prática, cada nutriente tem sua função e exigência específica na dieta. Dentre eles, os mais relevantes para a vitalidade das aves são os energéticos e os proteicos, que têm relação direta com a produção e a qualidade dos ovos. 

Pensando nessa recorrente demanda, a Auster Nutrição Animal oferece o premix Numia Postura Cria, que comporta níveis de aminoácidos e aditivos de segurança com o objetivo de atingir o máximo potencial de cada ingrediente. 

“A metionina e a lisina, componentes presentes no produto, são essenciais para a suplementação das aves, já que garantem maior produtividade e qualidade do crescimento das aves. Já o butirato de sódio atua na manutenção da integridade da barreira intestinal e proporciona maior eficiência alimentar e ganho de peso, além de estar associado ao controle de patógenos intestinais. Assim, fica mais fácil ao produtor manter uma dieta adequada, que atenda às exigências nutricionais do período, garantindo o esperado retorno econômico”, finaliza Rogério.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »