MENU

09/05/2022 às 19h32min - Atualizada em 09/05/2022 às 19h32min

“Feira será uma vitrine para mostrar que a agricultura familiar é rica e é forte”, diz Diogo Rolim

Da Assessoria
Diego Rolim, secretário de Agricultura Familiar - Foto: Divulgação
Balsas - Diego Rolim é o novo secretário de Agricultura Familiar do Governo do Maranhão, uma das pastas que estarão mostrando seus serviços e buscando estarem mais próximas dos diferentes setores e seus atores no sul do Maranhão. Nesta entrevista, ele fala da importância de uma feira de agronegócio para a agricultura familiar. “De extrema relevância, ao passo que nossos agricultores familiares apresentarão a diversidade dos seus produtos de altíssima qualidade, realizando uma aproximação entre todos os entes das cadeias e ciclos produtivos”.
Segue a entrevista.

AGROBALSAS – Secretário, qual é, na sua opinião,  a importância da participação da agricultura famílias em feiras de agronegócio?

Diego Rolim -
De extrema relevância, ao passo que nossos agricultores familiares apresentarão a diversidade dos seus produtos de altíssima qualidade, realizando uma aproximação entre todos os entes das cadeias e ciclos produtivos, fomentando e fortalecendo a agricultura que resguarda nossa segurança alimentar, valorizando o fruto do trabalho dos agricultores familiares.  

AGROBALSAS  - A Agrobalsas é importante para a política de Estado para os agricultores familiares?

Diego Rolim  -
Sim, pois estaremos interagindo com mercado consumidor, produtores de outras regiões, com a possibilidade de adquirir novas tecnologias e técnicas para uma agricultura familiar sustentável. Além de deliberarmos sobre os pleitos dos agricultores, regulamentações sanitárias e requisitos para comercialização e distribuição.

AGROBALSAS – Não está na hora de muda este conceito de agricultura familiar e agronegócio? Tudo não é negócio, sendo um setor micro e pequeno e o outro de médio e grande porte?

Diego Rolim  -
Está na hora de aproximarmos o agricultor familiar do comprador, fazer com que nossos agricultores produzam além de suas culturas usuais, que poderão gerar um valor agregado e uma rentabilidade maior para a comercialização. Não podemos pensar na agricultura familiar como um negócio exclusivo, mas sim na atuação dos nossos homens e mulheres do campo que visam o resguardo da alimentação e os proventos de uma família. Creio que devemos parar de adotar vários conceitos para um mesmo fim e pensarmos como poderemos concretizar as ações e projetos em prol de uma agricultura familiar sustentável, forte e que continue fazendo jus aos belíssimos trabalhos desenvolvidos por nossos produtores/empreendedores. 

AGROBALSAS – A sua pasta, assim como diversas outras do Governo do Maranhão, estará com vitrine na Agrobalsas. O que será mostrado para o público visitante, mais especialmente para o agricultor familiar?

Diego Rolim -
Durante a AgroBalsas, a SAF apresentará as políticas da agricultura familiar que hoje estão em desenvolvimento. Uma das ações é a Feira da Agricultura Familiar com exposição de produtos regionais da agricultura familiar. Nossos agricultores e agricultoras familiares do sul do Maranhão terão a oportunidade de comercializar sua produção na Agrobalsas e mostrar a riqueza e a diversidade do campo.  Além disto, os visitantes degustarão vários alimentos feitos de nossas maiores riquezas, dentre elas os subprodutos do babaçu. A SAF prioriza políticas para as quebradeiras de coco babaçu, assim como para comunidade quilombolas e indígenas, então, nada melhor do que expor ao Maranhão e ao mundo que o babaçu vai além do que imaginamos: podemos transformar o babaçu em pizza, pão, bolo, doces e inúmeras receitas. Também teremos na Agrobalsas, apresentações culturais e exposição de artesanatos. A Agrobalsas será uma vitrine para mostrar que a agricultura familiar é rica, é forte, e está presente em todos os cantos do Maranhão.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »