MENU

03/05/2022 às 19h53min - Atualizada em 03/05/2022 às 19h53min

Com o apoio de onze partidos e de quatro pré-candidatos a governador, Roberto Rocha anuncia que vai para a reeleição

Assessoria
Senador Rocha leque de apoio de onze partidos à sua pre-candidatura - Foto: Divulgação
 
Numa disputada entrevista coletiva na tarde da última segunda-feira,2, em São Luís, o senador Roberto Rocha (PTB) acabou com as especulações sobre o seu caminho nas eleições deste ano. Desde o início da chamada pré-campanha, que mesmo sem dizer se iria para a reeleição ou para a disputa pelo governo do Estado sempre apareceu com dois dígitos.

Na segunda, o mistério acabou. Rocha vai para reeleição com uma inesperada composição política que engloba 11 partidos, quatro deles PSD, PSC, PDT e PL, com pré-candidaturas a governador “postas sobre a mesa”, respectivamente Edvaldo Holanda, Lahesio Bonfim, Weverton Rocha, e Josimar de Maranhãozinho. Avante, Patriota, Agir, PMN, e Pros, são as outras legendas que escolheram Roberto Rocha como único candidato ao Senado.

O anúncio do projeto de reeleição de Roberto Rocha, na avaliação de alguns analistas políticas, é considerado o fato político de maior importância das últimas semanas dadas as especulações havidas sobre Roberto Rocha, que até então só contava com o PTB, partido no qual se filiou em abril, no limite da chamada “janela partidária”, depois de deixar o PSDB.

Avalia-se que com a pré-candidatura de Roberto Rocha ao Senado, o cenário político toma novos rumos. O ex-governador Flávio Dino, que deixou o governo para tentar uma vaga ao Senado, passa a enfrentar uma forte ameaça, já que Rocha deve receber apoio de toda oposição ao Palácio dos Leões.

Em seu discurso, Roberto Rocha destacou que, em um eventual segundo turno, toda a oposição estará unida em apoio a um único nome para vencer a corrida pelo Governo do Maranhão. E agradeceu pelo expressivo apoio à sua pré-candidatura. 

“Quero manifestar minha decisão, minha determinação e minha gratidão por revelar minha pré-candidatura à reeleição com o apoio de uma força tão expressiva. Não é uma coligação entre partidos, é uma coligação com a sociedade maranhense”, declarou. 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »