MENU

26/04/2022 às 16h04min - Atualizada em 03/05/2022 às 00h01min

A importância da gestão de dados na pecuária leiteira

O Índice Ideagri de Leite Brasileiro (IILB) que é referência sobre qualidade e eficiência produtiva da pecuária leiteira nacional mostra que o setor ainda tem muito para crescer

SALA DA NOTÍCIA Silva

Na pecuária moderna, as fazendas que se destacam são as que sabem realizar uma gestão inteligente de dados, transformando as informações em ações que promovem melhor eficiência e agilidade na produção, além de contribuir de forma positiva para o meio ambiente e o bem-estar animal.

Com o objetivo de servir como um norte para o produtor, o Índice Ideagri do Leite Brasileiro (IILB) vem há três anos avaliando a produção leiteira nacional e sendo uma referência para o mercado. A possibilidade de acompanhar a evolução de seu rebanho e de seus pares através do índice, torna o IILB um verdadeiro benchmark da fazenda leiteira.

“Nós começamos a trabalhar com o Ideagri em 2020, e a ideia principal era participar do índice para entender qual era o posicionamento da nossa propriedade junto a tantas outras relevantes no mercado, e nos surpreendemos positivamente logo no início, com a nossa pontuação”, conta Moacir Alves, gerente da Fazenda Ponte Alta, no município de Goiás Velho – GO.

O índice Ideagri mostrou, ao longo dos seus três anos de história, que o tamanho da propriedade não interfere diretamente na sua eficiência produtiva, e que o foco deve ser em aprimorar a gestão da porteira para dentro.

Contando com os dados de mais de 5 mil fazendas geridas pelo sistema Ideagri, o índice é composto por 12 indicadores-chave divididos entre as áreas de produção, reprodução e sanidade, que são utilizados para avaliar o desempenho das propriedades produtoras de leite no país. 

Na avaliação do último trimestre de 2021, a nota média nacional dos rebanhos considerando os doze indicadores do índice ficou em 4,50 de 10 pontos possíveis, o que demonstra que ainda existe grande oportunidade de melhoria no setor como um todo, e os rebanhos Top 10% mais bem pontuados atingiram média de 7,36. Contribuindo para estas notas estão o aumento dos índices de produção média mensal Kg de leite/vaca/dia, aumento das taxas de prenhez e concepção, e redução da idade das matrizes ao primeiro parto e da idade das novilhas ao primeiro serviço. Isso porque a atividade reprodutiva está diretamente relacionada com a eficiência na produção leiteira. 

Moacir destaca que, mais do que um benchmark que norteia a tomada de decisão, o índice agrega valor às fazendas participantes: “Os números do IILB ajudam a tomar decisões relevantes, principalmente na parte de nutrição e saúde dos animais. E para decidir outros passos que a fazenda precisa tomar também. No nosso caso, que trabalhamos com venda de novilhas, ter esses dados disponíveis e claros é importante para comunicar o mercado sobre a qualidade do nosso rebanho”.

Em sua 12ª edição, o Índice Ideagri de Leite Brasileiro buscou consolidar as análises dos boletins anteriores para traçar um panorama completo do segmento e entendeu que, após três anos de análises trimestrais, será relevante rever o seu formato para atender melhor às necessidades dos produtores parceiros e trazer novidades que agreguem ainda mais ao setor. 

“O Índice Ideagri contribui muito para a evolução da pecuária leiteira, para o produtor olhar melhor para a sua fazenda, e ajuda os participantes a entenderem o que está dando certo e o que precisa ser mudado tendo como base a comparação com as outras propriedades”, finaliza Moacir. 

A utilização de bons softwares de gestão e adoção de novas tecnologias nas propriedades também interfere de maneira positiva no bem-estar animal, fator comprovadamente muito relevante quando o foco é aumento de produtividade. Entendendo a fazenda como um ecossistema único e interligado, saber gerir os dados que essas tecnologias fornecem e transformá-los em informações é uma habilidade valiosa para que a propriedade seja destaque em desempenho e rentabilidade. 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »