MENU

27/04/2022 às 18h05min - Atualizada em 27/04/2022 às 18h05min

Programa Maranhão Solidário é apresentado em Açailândia

Titular da SEERT esteve reunido com lideranças evangélicas da Terra do Ferro

Domingos Cezar
Paulo Sérgio e Porto reunidos com pastores da AD de Açailândia - Foto: Domingos Cezar
 
Açailândia - O Pastor Paulo Sérgio Macedo, que antes de se tornar titular da Secretaria de Estado Extraordinária da Região Tocantina – SEERT tinha a responsabilidade de trabalhar a expansão do programa Maranhão Solidário, na região tocantina, esteve nesta terça-feira (26) em Açailândia visando levar o programa governamental.

Ao lado do ex-secretário Pastor Porto, o atual secretário de Estado Extraordinário da Região Tocantina reuniu-se com pastores da Igreja Evangélica Assembleia de Deus, de Açailândia, para conhecer os projetos assistenciais que cada um desenvolve ou pretende desenvolver em suas congregações.

Ao se pronunciar, o Pastor Luiz Carlos Porto agradeceu as presenças dos demais pastores, agradeceu a todos pelo apoio prestado enquanto esteve à frente da Secretaria de Estado de Relações Institucionais e Secretaria de Estado Extraordinária da Região Tocantina, bem como de sua atuação política como ex-vice prefeito de Imperatriz e vice-governador do Estado, no mandato do governador Jackson Lago.

Por sua vez, o secretário Paulo Sérgio Macedo lembrou que Pastor Porto, quando secretário foi o idealizador do programa Maranhão Solidário, que vem apoiando financeiramente cerca de 180 entidades filantrópicas por todo o estado do Maranhão. “Essas entidades chegam a receber até 15 mil reais por mês, o que consideramos uma substancial ajuda”, afirma.

O secretário lembrou que esteve à frente do trabalho de coordenar o programa expandindo-o por toda a região tocantina, notadamente em Imperatriz e na cidade de Açailândia, onde estão sendo beneficiadas entidades filantrópicas como o Centro de Defesa da Vida e dos Direitos Humanos, que combate o trabalho escravo, o projeto Bom Samaritano e o projeto Vida melhor, que cuidam de dependentes químicos. 

“Desta forma, nos colocamos à disposição de todos os pastores que estejam desenvolvendo, ou que desejam desenvolver um trabalho assistencial em suas congregações que nos procurem para que possamos orientá-los a se regularizarem e se cadastrarem ao programa Maranhão Solidário”, concluiu Macedo.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »