MENU

25/04/2022 às 21h50min - Atualizada em 25/04/2022 às 21h50min

Tocantins deve vacinar 10 milhões de bovinos contra febre aftosa a partir de 1º de maio

Primeira etapa da campanha contempla animais de até 24 mese

Assessoria
Foto: Divulgação
 
A primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa se aproxima e o produtor rural deve ficar atento às novas estratégias, que este ano, inverteram a idade do rebanho que receberá a vacina de 1º a 31 de maio.

Desta vez, apenas os bovinos e bubalinos com até 24 meses de idade estarão envolvidos, uma média de cinco milhões de animais em idade vacinal. O Tocantins tem mais de 10 milhões de cabeças de gado, incluindo todas as faixas etárias.

A divisão por faixa etária visa garantir o abastecimento de vacinas nas lojas agropecuárias e, consequentemente, a disponibilização necessária aos produtores rurais. “A participação dos pecuaristas é fundamental para alcançarmos altos índices vacinais preconizados pelo Ministério da Agricultura, e assim, avançarmos para o status sanitário livre da doença sem vacinação, que almejamos a partir de 2023”, disse o presidente da Adapec, Paulo Lima.

A comprovação da vacinação também é obrigatória e deverá ser realizada até 10 dias após a compra do imunizante em um dos escritórios da Adapec mais próximo. Basta levar a nota fiscal da compra da vacina e a carta-aviso preenchida. Vale lembrar que, mesmo aqueles produtores rurais que não tenham animais em idade vacinal deverão declarar os rebanhos para atualização cadastral.

A emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA) está condicionada à vacinação e declaração do ato. A multa para quem deixar de vacinar é de R$ 5,32 por animal e R$ 127,69 por propriedade não declarada.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »