MENU

10/10/2020 às 00h00min - Atualizada em 10/10/2020 às 00h00min

Editora Estampa lança quatro livros de Edmilson Sanches

Edmilson Sanches e três de seus novos livros, a serem lançados neste mês: defesa da cultura e história maranhenses.

Da Assessoria

A Editora Estampa, que inclui a Estampa Encadernações, ambas de Imperatriz, lança neste mês quatro livros do jornalista, administrador, consultor e palestrante Edmilson Sanches. A maior parte da tiragem já está reservada para órgão público que repassará para escolas estaduais, porque três dos livros trazem conteúdos sobre aspectos históricos e culturais do Maranhão.

Em conjunto com a Ethos Editora, a Editora Estampa tem publicado em Imperatriz centenas de títulos, seguramente os maiores editores de livros de autores locais e regionais do estado do Maranhão. A proprietária da Estampa, Giselda Castro, continua, assim, o trabalho que seu irmão, o falecido editor, jornalista e escritor Adalberto Franklin havia iniciado em Imperatriz e espalhado por todo o País. Amigo de Edmilson Sanches e admirador de seu trabalho, Adalberto Franklin manifestara em várias oportunidades que queria editar e reeditar toda a obra escrita do criador da Academia Imperatrizense de Letras e já havia diagramado diversos livros de Sanches, quando um acidente vascular cerebral o vitimou em fevereiro de 2017, aos 54 anos. Há exatamente dez anos, em 2010, Adalberto Franklin, por meio da sua Ética Editora, já extinta, lançou nada menos que cinco livros inéditos de Edmilson Sanches, conjunto de obras poéticas, de contos e crônicas que foi premiado com o Prêmio da Academia Imperatrizense de Letras de 2011, o segundo recebido por Sanches da Entidade. Entre os livros de Sanches pré-diagramados por Franklin estão “Por Motivo de Força Maior”, um pequeno romance, e “Livros e Autores”, obra de cerca de 1.000 páginas, a primeira de crítica literárias abrangendo livros locais e regionais, com prefácios e outros textos críticos escritos por Edmilson Sanches.

Os Livros - As quatro novas obras do jornalista imperatrizense, que tem mais de cem livros escritos e/ou publicados, são:

 

"A CANÇÃO DO BRASIL"

Provavelmente o primeiro livro brasileiro a fazer resgate sobre a importância, influência e impacto da poesia “Canção do Exílio”, do poeta maranhense Gonçalves Dias, na Literatura Brasileira e de Língua Portuguesa. Sanches é membro, no Maranhão, da Sociedade de Cultura Latina do Brasil e da União Brasileira de Escritores;




 

"MARANHÃO NÃO É MENTIRA"

Um trabalho sobre a vida e obra do padre jesuíta José de Moraes e das origens da falsa atribuição do sinônimo “mentira” à palavra “Maranhão”, e a participação do famoso pregador padre Antônio Vieira na construção desse mito até hoje repetido. Sanches foi buscar as origens e desfazer o erro histórico que atribui aos maranhenses a pecha de “preguiçosos”. Sanches é diretor do Instituto Histórico e Geográfico de Caxias e membro do Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão (IHGM), onde o conteúdo foi inicialmente apresentado, sob elogios gerais. A obra tem apresentação do ex-reitor da UEMA, diretor do jornal “O Imparcial” e desembargador aposentado Arthur Almada Lima Filho, decano do IHGM , educador e autor de vários livros que integram a Historiografia maranhense;

 

"TEIXEIRA MENDES – ESSE NOME É UMA BANDEIRA"

Livro em segunda edição que relata a vida, obra e lutas de um dos maiores “clínicos da Cidadania Brasileira”, segundo Sanches, o filósofo e matemático maranhense Raimundo Teixeira Mendes, autor da Bandeira Nacional brasileira. Sanches revela que, por ação de ou inspiração em Teixeira Mendes, cada brasileiro tem direito à liberdade de culto e crença, a ter uma religião, ou a ser ateu, e, também, pelos esforços de Teixeira Mendes, o Brasil ganhou leis de proteção à mulher, ao menor trabalhador, aos doentes mentais, à criação da Funai (proteção aos índios) etc.;


 

“ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA MUNICIPAL E PLANO DE GOVERNO: REFERÊNCIAS ÉTICAS, BASES CONCEITUAIS E PROPOSTAS OPERACIONAIS”

Livro cujo temática  --  uma proposta de plano de gestão para uma prefeitura – é rara na bibliografia brasileira. Edmilson Sanches, graduado em Administração Pública, é membro do Conselho Regional de Administração (CRA) e do Conselho Regional de Contabilidade (CRC) e sua obra mereceu nota máxima de comissão avaliadora, com três notas 10. Sanches é membro da Academia Sertaneja de Letras, Educação e Artes, sediada em Caxias.

 

O AUTOR

Com formação e pós-graduação tanto na área técnica (Administração, Contabilidade, Comunicação, Desenvolvimento) quanto literária (Licenciado em Letras), Edmilson Sanches tem dezenas de obras publicadas nesses segmentos e diversas outras obras prontas para publicação. Em sua peregrinação cultural pelo Estado maranhense cuja riqueza histórico-cultural tanto defende, Edmilson Sanches fundou e ajudou a criar inúmeras entidades, entre as quais academias de letras nos municípios de Açailândia, Buriticupu, Caxias (sua terra natal), João Lisboa, Santa Inês, São João do Sóter. Em Imperatriz e região criou e auxiliou na criação de associações de Imprensa (Imperatriz e São Francisco do Brejão), produtores rurais (no estado do Tocantins), quebradeiras de coco (povoado Açaizal Grande, em Senador La Rocque), academia de letras, salão do livro, associação profissional de contabilistas, associações de moradores de bairros, de torcedores de clube esportivo, de catadores de material reciclável etc. Pelos relevantes serviços prestados, é presidente de honra do Conselho Municipal de Educação de Imperatriz e da Associação dos Corredores de Rua de Imperatriz, sócio honorário do Rotary Club de Imperatriz e de Caxias, além de honrarias semelhantes do 50º Batalhão de Infantaria de Selva (50º BIS), do Exército Brasileiro, do 3º Batalhão da Polícia Militar, da Associação Artística de Imperatriz, da Federação das Uniões de Moradores de Bairro de Imperatriz e Região Tocantina (Fumbearti) e Central Comunitário do Sul do Maranhão (Centralsum) e da Universidade Federal do Maranhão, que, em conjunto com entidades nacionais e estaduais de Imprensa, conferiu-lhe o título de “Jornalista que Marcou Época”. Sanches foi professor ou instrutor de cursos de Gestão Pública, Polícia Cidadã e de Jornalismo, na Universidade Estadual do Maranhão, de Desenvolvimento, na Federação dos Trabalhadores Rurais do Estado do Maranhão (Fetaema), além de cursos e treinamentos diversos no Sebrae, Senac, Centru, associações comerciais e câmaras de dirigentes lojistas em diversos municípios. Visitou dezenas de municípios em 19 Estados do Brasil, além de países na Europa e América do Norte, onde observou, repassou e absorveu experiências de Gestão.
A Estampa Editora definirá nos próximos dias os detalhes do lançamento dos novos livros de Edmilson Sanches. Para contatos, os telefones da Estampa Editora são : (99) 3524-7677 e 9.9144-3117.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...