MENU

09/10/2020 às 00h00min - Atualizada em 09/10/2020 às 00h00min

Polícia investiga morte de candidato a prefeito

Tina Santos
www. zedudu. com.br
Local em que Adriano Sousa Magalhães foi assassinado - Foto: Divulgação

Dom Eliseu (PA) - A Polícia Civil está em andamento com as investigações para tentar elucidar o assassinato do advogado e candidato a prefeito de Dom Eliseu, no sudeste do Pará, Adriano Sousa Magalhães, de 39 anos. De acordo com a Superintendência da 7ª RISP Capim, com sede em Paragominas, que responde por Dom Eliseu, as investigações estão sendo conduzidas pelo delegado Adriano Zague Bandeira, de Ulianópolis, que está respondendo pela Delegacia do município, porque o titular, Marconi Lima Marques, está de férias.

Ainda de acordo com a superintendência, ainda não está definido se será criado uma forma tarefa para investigar o crime, que teve grande repercussão pela vítima, além de advogado, está concorrendo a um cargo político. Até agora, ainda não há informação sobre o que teria motivado a morte do candidato.

O advogado, que era popularmente conhecido em Dom Eliseu como Dr. Adriano, pleiteava a vaga de prefeito da cidade concorrendo pelo Partido Solidariedade. Ele foi assassinado a tiros, na noite de anteontem (7), quando jantava em uma lanchonete popular às margens da rodovia BR-010, no centro da cidade. Segundo testemunhas, Adriano estava jantando ao lado da irmã, quando um carro branco se aproximou do local e de dentro do veículo o assassino efetuou o disparo, que atingiu a cabeça dele.

Ele ainda tentou correr, mas caiu logo em seguida. Adriano foi socorrido e levado para o Hospital Municipal da cidade, mas não resistiu. O caso logo se espalhou pelas redes sociais da cidade, com imagens e áudios sobre o crime.

Dr. Adriano era casado e natural de Teresina (PI). Formado em Direito, ele se estabeleceu em Dom Eliseu, onde era muito conhecido.

Engajado com o mundo político, ele foi secretário de Administração e Finanças da atual gestão, mas rompeu com o prefeito, que concorre à reeleição, e se lançou candidato à cadeira do executivo. Ainda na manhã de anteontem, ele fez uma transmissão ao vivo, pela sua página no Facebook, convidando a população para a reunião que teria, à noite, no Bairro Bom Jesus.

Assim que a morte do candidato foi confirmada, o Partido Solidariedade emitiu uma nota de pesar. A legenda destaca que Dr. Adriano era uma das lideranças mais promissoras da legenda. Leia a íntegra da nota.

Nota de pesar
Consternada, a família Solidariedade Pará manifesta sua profunda tristeza com o brutal assassinato do candidato a prefeito no município de Dom Eliseu, Adriano Magalhães, um dos quadros mais promissores do partido. Seu entusiasmo e esperança para construir uma cidade melhor e mais justa serão para sempre lembrados. Homem público valoroso e competente, o piauiense Adriano sempre defendeu os interesses de Dom Eliseu, a cidade de seu coração.

Hoje a democracia sofreu um duro golpe. Vamos defender intransigentemente a rigorosa apuração até a efetiva prisão dos assassinos.
Nesse momento de profunda dor, nos unimos em orações e nos solidarizamos com seus familiares, amigos e com o povo domeliseuense.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...