MENU

13/04/2022 às 22h28min - Atualizada em 13/04/2022 às 22h28min

Família de ruralistas é alvo da PF por fraude em financiamentos com lavouras fantasmas

Grupo contratava financiamentos, mas não plantava a lavoura

Da Redação
Com informações da Imprensa/PF
PF apura fraude em financiamento bancário, corrupção e lavagem de dinheiro no Tocantins - Foto: Divulgação / PF
 
A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (13/4) uma operação para cumprir mandados de busca e apreensão contra produtores rurais, familiares, empregados e gerentes de banco que teriam realizado financiamentos rurais, com claro desvios de finalidade e em nome de terceiros, para cobrir outros financiamentos rurais anteriores, sem o devido plantio de lavoura vinculado à liberação do crédito.
 
Cerca de 18 policiais federais cumpriram 4 mandados de busca e apreensão nas cidades de Palmas, Colmeia, Colinas do Tocantins e Palmeirante, todos expedidos pela 4ª Vara Federal de Palmas. A operação foi batizada de ‘Planta de Crédito’.

Durante as investigações a Polícia Federal apurou que um grupo familiar se utilizava de empregados para requerer financiamentos rurais. Após a concessão dos empréstimos, os valores eram repassados para este grupo que quitava financiamentos anteriores.

A PF afirma que a liberação do crédito contaria com a participação de funcionários da instituição financeira concedente, que receberam benefícios para aprovação dos financiamentos. O montante das operações de crédito é de pelo menos R$ 1,2 milhão de reais.

Ainda conforme a PF, os investigados poderão responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de fraude em financiamento bancário, lavagem de dinheiro, corrupção passiva e corrupção ativa, cujas penas somadas podem ultrapassar 28 anos de reclusão, bem como podem ter bens penhorados para ressarcir a instituição financeira vítima.

A Superintendência Regional da Polícia Federal no Tocantins afirmou que a operação fortalece a proteção ao crédito do produtor rural e coíbe o desvio de recursos destinados ao desenvolvimento socioeconômico da região.

A PF afirmou que espera colher outros elementos probatórios em desfavor dos investigados e de eventuais envolvidos que tenham participado e/ou se utilizado da fraude e de seus recursos.

O nome “Planta de crédito” refere-se à prática de sucessivos financiamentos de lavoura sem a efetiva produção rural, denotando que a única semente efetivamente plantada eram contratos bancários.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90