MENU

08/04/2022 às 16h39min - Atualizada em 09/04/2022 às 00h01min

De bibliotecas e encantamentos

Verbo Nostro
SALA DA NOTÍCIA
No dia 9 de abril é comemorado no Brasil o Dia Nacional da Biblioteca. A data se deve a um decreto presidencial de 1980, que firmou a data, junto da celebração da semana do livro em outubro, como um dia de incentivo à leitura.

Refletindo sobre o que eu poderia escrever nesse pequeno artigo, a mística das bibliotecas, seu poder magnético e encantador, é o que me toma o pensamento. A primeira biblioteca que frequentei era muito diferente das bibliotecas vivas e modernas que temos hoje (como por exemplo a incrível Biblioteca Sinhá Junqueira). Essa biblioteca do meu passado era apenas uma pequena porta com um acervo dentro, guardada por uma jovem bibliotecária. Essa porta era para mim uma espécie de portal mágico. Me encantava pensar e imaginar tudo que havia guardado secretamente ali dentro, quantas histórias, quantos tesouros em formato de livro. Cada vez que eu voltava para pegar ou devolver uma obra ficava espiando do umbral aquelas estantes e tentava absorver o máximo de detalhes possível.

Essa foi e é a biblioteca do meu imaginário. Ainda a revisito pensando em tudo que não consegui ver, que apenas imaginei e o que haveria mais. Como a biblioteca de Jorge Luis Borges, ou a de Umberto Eco: misteriosa e cheia de segredos, mas sem a rigidez e os perigos; apenas um lugar de sonho e histórias.

Hoje a mística é diferente. As bibliotecas nos encantam com a liberdade da escolha, com o acesso aberto aos títulos, com arquiteturas que misturam o presente com o passado e o futuro, que oferecem histórias nas suas muitas possibilidades, escritas, contadas, desenhadas, assistidas. A liberdade oferece novas possibilidades e a magia está em saber que em cada biblioteca há um universo a ser descoberto.

Hoje, a biblioteca do meu passado é celebrada junto com a do meu presente (de onde escrevo a você), um misto do velho e do novo, recriando-a todos os dias para que seja possível para mim, agora bibliotecária, oferecer o mesmo encantamento aos leitores e leitoras que tive o prazer de conhecer e levar comigo para a vida.

 
Feliz dia das bibliotecas. 
Gabriela Pedrão
Bibliotecária e Doutora em Ciência da Informação
Curadora do Clube do Livro da Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto

Notícias Relacionadas »
Comentários »