MENU

07/04/2022 às 16h05min - Atualizada em 08/04/2022 às 00h01min

Falves Silva lança publicação pioneira sobre arte postal no Brasil

Livro reúne três décadas de correspondência artística de um dos criadores do Poema Processo

SALA DA NOTÍCIA Alexis Peixoto
Divulgação
Falves Silva, artista visual e uma das cabeças do movimento Poema/Processo, está com livro novo na praça. BAM! Arte Postal (Editora Gajeiro Curió) reúne três décadas de correspondência artística entre o autor e artistas de diversas nacionalidades e gerações. O volume é o primeiro livro totalmente dedicado a arte postal publicado no Brasil. 

Arte Postal ou Mail Art é um meio de expressão artística que utiliza como suporte envelopes de cartas, telegramas e selos. Inicialmente surgida nos Estados Unidos nos anos 60 como uma alternativa às galerias de arte convencionais, a arte postal logo foi irradiada para outras partes do mundo. No Brasil, foi um dos principais meios de comunicação adotados pelos artistas para driblar a censura imposta pela Ditadura Militar. Na criação, vale tudo – desde colagens e fotografias até desenhos, apliques de carimbos e o que mais a imaginação mandar.

Para Falves, a arte postal é sobretudo um meio de expressão livre e direta, sem amarras nem formalidades. “Através da Arte Postal produzimos um diálogo sem fronteiras, uma arte livre de preconceitos estéticos, moral ou filosófica”, afirma o artista, que dedica o livro aos companheiros com quem se correspondeu dos anos 70 até a virada para o século XXI.

Para enfatizar o caráter internacional da arte postal, BAM! reproduz textos em português, espanhol, italiano, francês e inglês. 
Prato cheio para amantes da arte e da contracultura, o livro está disponível na loja física do Sebo Literário Gajeiro Curió, em Natal-RN, e também na Estante Virtual e na Amazon (veja lista completa de pontos de venda ao fim do texto).

Sobre Falves Silva

Falves Silva [Cacimba, Brasil, 1943] é um dos artistas precursores do movimento Poema/Processo, ao lado de nomes como Moacyr Cirne, Wlademir Dias Pino, Álvaro de Sá e Neide Sá, participando em 1967 de seu manifesto inaugural. Em 1981 participa da XVI Bienal de São Paulo, com curadoria de Walter Zanini. A partir da década de 1980, se associa à rede internacional de Arte Postal, mantendo-se em intenso e profícuo diálogo com artistas de distintas gerações e nacionalidades, dentre os quais Jota Medeiros, Ivald Granato, Leonhard Frank Duch, Paulo Bruscky, Hudinilson Jr, Clemente Padín, Edgardo Antonio Vigo, Ulises Carrión e Horácio Zabala. Tem seus trabalhos exibidos na International mail art exhibition, Tóquio, Japão, em 1984, e na II Bienal de Arte Correio, Espanha, em 1999. Mais recentemente, o artista teve sua exposição individual “Círculo do Tempo”, retrospectiva de sua carreira, apresentada no Centro Cultural São Paulo. A produção de Falves Silva pode ser pensada como uma convergência de dois dos principais eixos da arte brasileira: os movimentos concretos e a arte conceitual. O artista dialoga com a literatura, o cinema e a história em quadrinhos; manipulando estruturas comunicativas e imagens da história da arte e da comunicação de massa, Falves Silva cria sua obra diversificando a abordagem e o tratamento dos materiais que elegeu.

Serviço:
BAM! Arte Postal, de Falves Silva
154 páginas
Formato: 150 x 210
Projeto gráfico e capa: Falves Silva
Edição: Gajeiro Curió, por Oreny Júnior
Diagramação: José Aglio Neto

Pontos de venda:
On-line:
Estante Virtual - Sebo Literário Gajeiro Curió
Amazon

Físicos:

Sebo Gajeiro Curió -  Mercado de Petrópolis, Av. Hermes da Fonseca, 804 - Box 41 - Natal - RN
Seburubu -  Av. Deodoro da Fonseca, 307, Cidade Alta - Natal-RN
Livraria Cooperativa Cultural - Centro de Convivência da UFRN - Av. Sen. Salgado Filho, s/n, 08 - Lagoa Nova - Natal-RN

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »