MENU

04/04/2022 às 23h16min - Atualizada em 04/04/2022 às 23h16min

Investigado por estupro de vulnerável em Araguaína é preso no Pará

Homem foi localizado em uma residência na zona rural de Pirraças -PA

Texto: SSP - TO
Foto: DICOM-SSP-TO
 
Um homem de 42 anos, investigado por ser o principal suspeito de praticar o crime de estupro de vulnerável contra sua própria enteada de 13 anos, em Araguaína, foi preso pela Polícia Civil do Tocantins (PC-TO), no interior do estado do Pará. A ação foi realizada no final da última semana, por policiais civis da 2ª Delegacia Especializada de Atendimento à Vulneráveis (2ª DAV), de Araguaína, sob a coordenação do delegado Pedro Nunes Vieira.

Conforme a autoridade policial, o homem estava em uma região de difícil acesso, localizada no município de Piçarra – PA, local para onde havia fugido após ser apontado pela mãe da vítima como sendo o autor do crime. As investigações da 2ª DAV apontaram que o indivíduo, que era padrasto da vítima, a abusou sexualmente, dos 13 aos 15 anos de idade, aproveitando-se do fato de habitar na mesma residência que a adolescente.

“O fato foi comunicado à Polícia Civil pela mãe da adolescente, no dia 29 de janeiro de 2022 e, desde então, concentramos esforços no sentido de desvendar o crime”, disse o delegado. A vítima contou para sua mãe que era forçada e ameaçada amante relações sexuais com o suspeito. Ocorre que, durante as investigações, os policiais descobriram que o indivíduo tinha fugido para o Estado do Pará, após ter sido descoberto.

Com o aprofundamento das investigações, o delegado Pedro Nunes e a equipe da 2ª DAV, obtiveram fortes indícios de que o homem, de fato, teria estuprado continuamente a vítima, por um período de mais de dois anos. “Diante dos fatos, representamos pela prisão do investigado, a qual foi deferida e cumprida, após localizarmos o mesmo no estado do Pará.

Após a prisão, o homem foi trazido para Araguaína, e após a realização dos procedimentos legais cabíveis, recolhido à Casa de Prisão Provisória da cidade, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90