MENU

03/04/2022 às 20h25min - Atualizada em 03/04/2022 às 20h25min

PCMG recupera gado avaliado em cerca de R$ 300 mil no Espírito Santo

Da Redação
ASCOM-PCMG
Foto: Divulgação/PCMG

   
Em uma ação rápida, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) recuperou, na cidade de Mimoso do Sul, interior do Espírito Santo, 64 cabeças de gado da raça nelore que haviam sido furtadas, em 27 de março, de uma propriedade rural localizada em Santana da Vargem, Sul de Minas. Durante a ação, deflagrada na última quarta-feira (30/3), os policiais prenderam uma pessoa por receptação qualificada. A carga subtraída foi avaliada em aproximadamente R$ 300 mil.

No curso das investigações, policiais da PCMG em Três Pontas realizaram o cruzamento de informações e analisaram imagens de câmera de segurança, identificando quatro caminhões utilizados no crime. Três dias após o fato, a polícia mineira recebeu a informação de que o gado havia sido transportado até a região de Cachoeiro do Itapemirim (ES), local do desembarque.

Diante disso, uma equipe da PCMG se deslocou até a cidade capixaba e, com apoio da Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), localizou os animais em uma propriedade rural de Mimoso do Sul, a cerca de 600 quilômetros de onde ocorreu o furto. A vítima esteve no local, reconheceu o gado - que possuía marcas no dorso - e providenciou o transporte do rebanho de volta para Minas.
 

Celeridade e integração

O delegado da PCMG, titular da Delegacia em Três Pontas, Gustavo Gomes, pontua o trabalho investigativo desenvolvido. “É importante frisar que as diligências foram muito efetivas e no tempo certo. Acreditamos que, se a ação não fosse realizada até essa data, o gado seria redistribuído”, observa.

A PCMG prossegue com as investigações visando à identificação e à responsabilização dos autores do furto. A suspeita é de que eles possam estar envolvidos em diversos outros crimes no Sul de Minas. Já o homem preso por receptação foi encaminhado ao sistema prisional capixaba e será investigado pela polícia daquele estado.

Para o delegado regional Rômulo Carvalho Neto, da PCES, “essa integração entre as polícias civis de Minas Gerais e Espírito Santos é fundamental para a repressão aos crimes patrimoniais, especialmente furtos de animais”.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »