MENU

01/04/2022 às 22h05min - Atualizada em 01/04/2022 às 22h05min

IMPEROV

Phelippe Duarte
 
Eu tive um sonho estranho essa noite passada. Sonhei que Imperatriz tinha virado uma cartela de ovos. E para andar pelas ruas da cidade os carros ficavam em cima da cartela. Alguns caiam dentro do buraco, pois os ovos podres deixavam rasgos no papelote. Quando acordei, dei graças a Deus, me senti como se estivesse numa cidade totalmente destruída. Teve até um detalhe no sonho: na entrada da cidade, não estava escrito o nome comum que lemos, e sim, Imperov, quase semelhante gramática de uma região da Ucrânia. Acordado, vi que era uma bobagem ilusória, desses sonhos que nada tem a ver com a realidade, e nem mesmo conceitos prontos, lidos em livros de significados, horóscopos e outras baboseiras. Saindo de casa, passo pelo porteiro. Ele diz: Rapaz, a cidade tá um lixo! Eu retruquei: Que isso cara! Veja o marketing municipal, está tudo bem! Mas logo de cara, imaginei que seria o caminhão do lixo que não estava passando por nossas ruas. A reclamação do porteiro tinha sentido, mas não para algo alarmante. Ao virar a rua, rapidamente, parei o carro. Me belisquei. Só podia estar sonhando. A cartela de ovo era real. Vários buracos, rasgos, cheiro de destruição. No retrovisor o porteiro passava a mão na barriga e ria de mim, falando: eu disse, eu disse! Pronto. A bomba atômica não precisa mais ser lançada, pois estrago maior que este não existe. Depois desse fato, fui deixar meu filho na escola. Foram gastos 48 minutos, para tentar chegar lá. Buracos causam engarrafamentos, acidentes, e interditam ruas. Se não fosse o cinto de segurança, meu menino bateria a cabeça na janela de vidro. Esse marketing municipal do qual me refiro, é bem audacioso. ‘’ No dia 10 de fevereiro a Av. Bayma Jr foi revitalizada’’  Ao perceber de fato que a rua mencionada no banner digital, é a rua que dá acesso à minha casa, de imediato analisei que o marqueteiro municipal é um estagiário querendo ludibriar alguém. Não é possível que houve uma divulgação contando como vantagem uma rua que não tem 2 metros sem ter buraco, buraquinhos e crateras. É inadmissível um setor de comunicação, publicar o que não existe. Vivenciamos o marketing. A gente aumenta, mas não mente. Mentir, não. Você engana os consumidores. Propõe uma inverdade diante os olhos das pessoas. Como dizer que uma rua está revitalizada, se ao mesmo tempo que leio esse anúncio municipal, meu carro está na minha frente com a roda quebrada numa borracharia? Por conta de uma maldita cratera que falaram que estava tampada? Se aqui em Imperov, tivesse mar, e este cheio de tubarões, a placa municipal diria: entre, mar tranquilo. Imperov está um caos, e fazendo a alegria do borracheiro, do mecânico… tem gente para todo tipo de comércio e necessidade, então, que bom para estes empresários e empreendedores que estão ganhando com a desgraça alheia. Qual a defesa que Imperov pode ter diante tanta maldade ao seu redor? Poderia ser a turma do GAECO, que deixou muita gente escapar porque caiu num buraco no Parque Alvorada. Armadilha?

Amigos, nossa arma são nossas escolhas. O poder de escolher, para não regredir. Seguiremos assim por muito tempo, com revitalizações mentirosas e falsas promessas, enquanto nossos líderes políticos seguem vendo o que eles querem, não o que a cidade vê. Meu carro acabou de sair da oficina e enquanto a roda estava sendo ajeitada eu escrevia este texto. O mecânico com dente de ouro, sorria para mim perguntando:  

Pode ser pix?  Eu respondo: Pode ser um sonho?

Phelippe Duarte – administrador e publicitário
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90