MENU

28/03/2022 às 11h50min - Atualizada em 30/03/2022 às 00h01min

Quarteto Suassuna e Marcelo Caldi na Mostra Arte de Toda Gente, no Teatro Dulcina, no Rio de Janeiro

Grupo inspirado em Ariano Suassuna (em 30/03) e solos de sanfona e piano (31/03), são as atrações de shows gratuitos. Evento é parte do programa Arte de Toda Gente, parceria da Funarte com a UFRJ

SALA DA NOTÍCIA Arte de Toda Gente - Funarte e UFRJ
www.bossacriativa.art.br
Quarteto Suassuna (no alto) e Marcelo Caldi em fotos de divulgação

Como parte da Mostra Bossa Criativa Arte de Toda Gente Rio de Janeiro, sobem ao palco do Teatro Dulcina o Quarteto Suassuna (quarta, dia 30) e Marcelo Caldi (quinta, 31). As apresentações são gratuitas e os ingressos podem ser obtidos antecipadamente por meio da plataforma virtual Sympla (https://www.sympla.com.br/produtor/httpsartedetodagentecombr). A iniciativa faz parte do programa Arte de Toda Gente (ATG), uma parceria entre a Fundação Nacional de Artes – Funarte com a Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, com curadoria de sua Escola de Música.

A Mostra Bossa Criativa Arte de Toda Gente vem ocupando o Dulcina todas as quartas e quintas-feiras, desde o fim de fevereiro, e se estenderá até o final de abril. Às quartas, a programação fica a cargo do Sistema Nacional de Orquestras Sociais – Sinos, e é mais dedicada à música clássica; às quintas, a seleção é do Bossa Criativa, que dá mais destaque à música popular. Ao lado do Um Novo Olhar, os dois projetos integram o programa ATG.

A Mostra Arte de Toda Gente já realizou edições na Chapada dos Veadeiros (GO), em São Cristóvão (SE) e em Ouro Preto (MG) com participação de artistas, artesãos, profissionais da gastronomia e outras áreas que fazem parte da cultura e tradição dessas regiões. A iniciativa é voltada para a divulgação de cidades onde estão localizados pontos do patrimônio mundial, histórico, cultural e natural. Gravada ao vivo, parte das atrações é posteriormente disponibilizada no canal Arte de Toda Gente, no Youtube.

As atrações desta semana:

Quarteto Suassuna

O Quarteto Suassuna é formado por quatro instrumentistas residentes na cidade do Rio de Janeiro e atuantes no meio musical carioca: Andréia Carizzi e Luiz Felipe Ferreira (violinos), Samuel Passos (viola) e Glenda Carvalho (violoncelo), e foi formado em 2019. Eles se inspiraram na sensibilidade e grande dedicação do renomado escritor Ariano Suassuna à arte e à cultura brasileiras, prestando-lhe esta homenagem. Carizzi é membro efetivo e spalla da Orquestra Sinfônica da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ e conquistou, entre outros prêmios, o 2º lugar no Concurso Nacional de Cordas Paulo Bosislio; Luiz Felipe é músico da Orquestra Sinfônica Nacional da UFF, pós-graduado em música de câmara pelo Conservatório Brasileiro de Música e participou de vários festivais no país e no exterior; Samuel é, desde 2011, integrante da Orquestra Sinfônica Brasileira – OSB; Glenda é pós-graduada em música de câmara pelo Conservatório Brasileiro de Música e violoncelista do Trio Porã e do Quarteto de Universidade Federal Fluminense.
 

Programa do concerto do Quarteto de 30/03:

Joseph HAYDN (1732-1809) – Quarteto op. 76 no4 em Si bemol maior “Sunrise” (1798) 23’
Allegro con spirito, Adagio, Minueto (Allegro) e Finale (Allegro ma non tropo)

Dimitri SHOSTAKOVICH (1906-1975) – Quarteto no1 Op. 49 em Dó maior (1938) 15’
Moderato, Moderato, Allegro molto e Allegro

Ernani AGUIAR (1950) – Quatuor (1971) 11’
Moderato, Movido, Lento e Vivo


Marcelo Caldi

Marcelo Caldi é pianista, compositor, arranjador sinfônico, produtor, cantor, maestro, diretor musical... e tornou-se amplamente reconhecido como um dos sanfoneiros mais importantes de sua geração, levando adiante o precioso legado de mestres como Luiz Gonzaga, Orlando Silveira, Chiquinho do Acordeom, Sivuca, Dominguinhos, Oswaldinho e outros.

Ele se apresentou como solista em concertos com as orquestras Petrobras Sinfônica, Sinfônica da Bahia, Sinfônica Cesgranrio, Sinfônica da UFF e Sinfônica do Recife, criando também arranjos inéditos para essas formações. Compôs “Alma carioca”, uma peça sinfônica inédita para a Orquestra Petrobras Sinfônica, em homenagem aos 450 anos do Rio de Janeiro (2015), e “Homenagem a Sivuca”, para Orquestra Sinfônica Cesgranrio (2017).

Em 2021, homenageou os 80 anos de Dominguinhos com a Orquestra Sanfônica do Rio de Janeiro, a primeira do Estado, da qual é fundador e maestro. A celebração teve participação especial de artistas como Lucy Alves e Juliana Linhares. Caldi ganhou o prêmio da Lei Aldir Blanc para lançamento do livro “Vem tocar sanfona”, que reúne 20 partituras inéditas de autoria de Caldi, de diversos estilos, escritas exclusivamente para acordeom.

Programa do concerto de 31/03:

Marcelo Caldi apresenta seu novo concerto solo, na sanfona e no piano, unindo peças clássicas e populares.

Noturno C – Edward Grieg

La dulzura de tu rostro - Delgado Palacios

Meu amigo e companheiro - Albino Manique

Milonga gris - Carlos Aguirre

Maré cheia, maré baixa - Marcelo Caldi

Early autumn - Woody Herman/Ralph Burns

Eunapolitano - Valzinho do Acordeon

Gauchote - Marcelo Caldi/Luciano Maia

Bachianas 4 - Prelúdio - Villa-Lobos

Romenia - tema popular

Casamento da raposa - Dominguinhos

Sobre o Arte de Toda Gente e os projetos da parceria Funarte-UFRJ

O programa Arte de Toda Gente compreende três diferentes iniciativas, desenvolvidas em parceria pela Fundação Nacional de Artes – Funarte com a Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, com curadoria da Escola de Música da universidade e lançadas a partir de 2020.

A primeira dessas iniciativas é o projeto Bossa Criativa – Arte de Toda Gente, que reúne apresentações e oficinas de diversas linguagens artísticas e manifestações da economia criativa. O foco é a democratização da cultura, bem como a diversidade e a difusão de todas as artes, de modo inclusivo. As atividades são compostas de shows curtos, performances, mostras, lives e vídeos de capacitação, exibidos no site www.bossacriativa.art.br e na forma de mostras e festivais presenciais, com participação de artistas de todo o Brasil.

A segunda iniciativa é o Sistema Nacional de Orquestras Sociais (Sinos), e conta com uma rede de dezenas de músicos profissionais que atuam na capacitação de regentes, instrumentistas, compositores e educadores musicais, apoiando projetos sociais de música e contribuindo para o desenvolvimento das orquestras escolas de todo o país. Para isso, oferece um vasto conteúdo de aulas e oficinas, partituras e outras publicações através de seu site, além de promover e apoiar atividades de capacitação, mostras, concertos, congressos e festivais presenciais, em todas as regiões brasileiras. Para mais informações e acesso ao conteúdo do projeto, visite www.sinos.art.br.

Já o Um Novo Olhar (UNO) tem como alvo promover a inclusão e o acesso de crianças, jovens e adultos com algum tipo de deficiência, por meio das artes e da capacitação de professores e de regentes para coro. Com a exibição online de performances de artistas e vídeo podcasts (vodcasts) sobre arte e acessibilidade, a promoção de lives, encontros e seminários virtuais e com uma série de publicações – que incluem a produção por encomenda de versões e partituras originais de compositores brasileiros especialmente formatadas para corais –, o projeto tem também o objetivo de ampliar a percepção de toda a sociedade sobre as deficiências.

Serviço:

Mostra Bossa Criativa Arte de Toda Gente – com Quarteto Suassuna e Marcelo Caldi

Onde: Teatro Dulcina - Rua Alcindo Guanabara, 17 Centro – Rio de Janeiro (RJ)

Telefone: (21) 2240 4879 (Próximo ao VLT e ao Metrô Cinelândia)

Quando: 30 e 31 de março de 2022 às 19h (quarta e quinta-feira)

Ingressos: Entrada gratuita com ingressos disponíveis na plataforma Sympla – Dia 30 – Quarteto Suassuna https://www.sympla.com.br/quarteto-suassuna__1525970

Dia 31 - Marcelo Caldi: https://www.sympla.com.br/produtor/httpsartedetodagentecombr

(ingressos a serem liberados em breve).


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »