MENU

03/10/2020 às 00h00min - Atualizada em 03/10/2020 às 00h00min

Decisão do TJ-MA coloca PSL de Imperatriz novamente na coligação de Assis Ramos

Antônio Torres pede união no PSL - Foto: Divulgação
Mais uma reviravolta na disputa pelo Partido Social Liberal em Imperatriz. Decisão do Tribunal de Justiça do Maranhão, através da desembargadora Nelma Sarney, reconhece o ato administrativo do presidente regional do Partido, Francisco Carvalho, que concedeu nova Comissão Provisória, tendo à frente o advogado Antônio Torres.

Com essa decisão, o PSL não terá candidato próprio a prefeito e continua a fazer parte da Coligação “Pra frente é que se anda”, composta pelos partidos DEM, MDB, PR, PL e PTB e que tem como candidato a prefeito (reeleição) Francisco de Assis Ramos.

Para o novo presidente da Comissão Provisória Municipal, Antônio Tores, essa decisão deve servir para acalmar os ânimos e conclamou a dissidência liderada pelo Pastor Laércio a “baixar as armas”.  “Após essa decisão da Justiça o PSL de Imperatriz precisa se unir, deixar de lado essa disputa, somar forças com o prefeito Assis Ramos, que já é uma candidatura com chances reais de vitória, eleger sua bancada de vereadores e se preparar para participar da nova gestão que se iniciará em 1º de Janeiro de 2021. Como dirigente municipal estamos de braços abertos para receber a todos e ajudar nessa empreitada, pois juntos, com certeza, a vitória será nossa”, disse Torres. (Assessoria)

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...