MENU

03/03/2022 às 17h20min - Atualizada em 04/03/2022 às 00h01min

Festival Músico Cidadão une artistas imigrantes de países africanos, árabes e latino americanos em shows na capital paulista

Entre espetáculos musicais e oficinas, em regiões descentralizadas da cidade de São Paulo, festival enaltece o direito de cidadania aos imigrantes e a influência da música estrangeira

SALA DA NOTÍCIA Da Lira Cultural
https://www.musicocidadao.com.br/
Na bagagem de músicos imigrantes, a cultura de cada um, capaz de cruzar fronteiras e continentes para seguir pulsante na nova morada. Originários de países do oeste africano, árabes e latino americanos, integrantes do projeto Músico Cidadão se apresentam em formato especial ao longo de 3 dias, proporcionando ao público uma rica experiência de intercâmbio cultural e reforçando o direito à cidadania por parte dos migrantes. O Festival Músico Cidadão acontece a partir do dia 05 de março, no Centro Cultural da Juventude, Centro Cultural da Penha e Tendal da Lapa, equipamentos públicos descentralizados da cidade de São Paulo, gratuitamente.

Na programação de shows, o grupo Limanya, com direção artística da bailarina, percussionista, coreógrafa e cantora Mariama Camara, traz no repertório antigos provérbios africanos, cantos, danças e ritmos da cultura tradicional Sussu - etnia da Guiné Conacri. Música e movimento, aqui, se integram e funcionam como uma só experiência artística e espiritual, traduzindo situações cotidianas e sentimentos profundos. Dançamos para trazer felicidade, Mariama enfatiza. No palco, a guineana estará acompanhada pela dançarina Bofory Camara e os percussionistas Aboubacar Cissé, Fodé Kourouma e Assane Mboup, empregando ritmo contagiante e levando à aproximação da expressão musical mais antiga do homem: cantar, dançar e batucar. 

Na sequência, o grupo Tríptico Caribe, latino americano, liderado pelo colombiano Aleksey Benavides e composto por Maurício Soutelo, Angel Camargo, José Osório, Leonardo Jimenez, Julio Yalle, César Aranguibel, Valdomiro Garcia e Samuel Mosquera. A banda mostra ao público brasileiro e imigrante da cidade um repertório variado de ritmos festivos e dançantes, representativos da região do Caribe em sua grande extensão. Entre a mistura de ritmos que ocorre entre alguns países da região, o grupo articula referências e promove versões autorais de músicas reconhecidas em diversos países da América Latina. Cúmbia colombiana, Salsa venezuelana e Salsa porto riquenha e Son cubano fazem parte de seu variado repertório. Para o Festival Músico Cidadão, Tríptico Caribe contará com músicos de diferentes países do continente, como Colômbia, Venezuela e Peru. 

Encerrando o festival, Nikkal, conduzido pelo alaudista Rajana Olba, sírio radicado em São Paulo há mais de quatro anos, promove apresentação musical com instrumentos tradicionais árabes, como alaúde, derbake, flauta árabe e kanun, além de canto e dança, fazendo ressoar a delicada e complexa sonoridade do oriente médio, a qual o próprio Rajana apelidou de “brisa do oriente”. Além de Rajana, o grupo Nikkal é formado por Ameer Nidal Elbah, Roberta Kelly Souza Tavares, Rebeca Lima Coutinho, Fran Araújo, Igor Giannini Pimenta, Graziela Zina Simantob e Natalie Vartkes Bozian. 

Os espetáculos terão como mestre de cerimônias o idealizador do projeto Músico Cidadão, o músico, compositor, professor e pesquisador Leo Bianchini (5 a Seco). Referência em música e imigração, busca promover a visibilidade e valorização dos músicos imigrantes no Brasil, especialmente em São Paulo, como um exercício básico de cidadania e um importante passo para uma sociedade mais justa. “A cultura tradicional, que os imigrantes trazem consigo, enriquece nossa visão de mundo e nos remete à nossa própria cultura, num importante diálogo criativo”, acredita Leo Bianchini. Entre os shows, haverá conversas com os artistas sobre suas práticas musicais, sua cultura nativa e os instrumentos musicais usados nos espetáculos. 

O festival contará ainda com três atividades formativas, sendo duas oficinas abertas de dança africana, ministradas por Mariama Camara, e um workshop de música árabe ministrado por Rajana Olba. As atividades, assim como os shows, reforçam o papel de diálogo na construção da cultura migrante e chamam atenção para a necessidade de se manter, enquanto sociedade, espaços de expressão de diversos perfis sociais. 

Colaborando na promoção da cultura migrante como riqueza imaterial da cidade de São Paulo - historicamente, e em sua constante manutenção, construída e composta por migrantes - o Festival Músico Cidadão aponta para as vozes, corpos e ritmos de grupos talentosíssimos, habitantes da cidade e cujo acesso a oportunidades profissionais não é facilitado. Difundindo o conhecimento da música e cultura de países que não pertencem ao eixo europeu-norte-americano e evidenciando sua influência na base da música popular brasileira, a programação do festival fomenta uma nova percepção dos artistas imigrantes. 

O Festival Músico Cidadão é projeto contemplado pelo Edital de fomento a projetos artísticos culturais descentralizados de múltiplas linguagens para a cidade de São Paulo da Secretaria Municipal de Cultura observando os protocolos de segurança contra a Covid-19, sendo obrigatório o uso de máscara, o distanciamento social e apresentação do comprovante de vacinação (2 doses). 

Acompanhe o Músico Cidadão nas redes:

Site

Instagram

SERVIÇO - FESTIVAL MÚSICO CIDADÃO

Shows 

05/03 - Mariama Camara e Grupo Limanya

20h, Centro Cultural da Penha

Largo do Rosário, 20 - Penha de França, São Paulo

Gratuito

Classificação: livre 
 

06/03 - Tríptico Caribe

18h, Tendal da Lapa

R. Guaicurus, 1100 - Água Branca, São Paulo

Gratuito

Classificação: livre
 

Data a confirmar - Nikkal

20h, Centro Cultural da Juventude (CCJ)

Av. Dep. Emílio Carlos, 3641 - Vila dos Andrades, São Paulo 

Gratuito

Classificação: livre

Oficinas

12/03 - Ritmos árabes e alaúde com Rajana Olba

das 15h às 16h, Centro Cultural da Juventude (CCJ)

Av. Dep. Emílio Carlos, 3641 - Vila dos Andrades, São Paulo 

Gratuito

Classificação: livre
 

13/03 e 20/03 - Dança Africana com Mariama Camara

14h às 15h, Centro Cultural da Penha

Largo do Rosário, 20 - Penha de França, São Paulo

Gratuito

Classificação: livre 
 

Assessoria de Imprensa:

Da Lira Cultural

Flora Miguel - [email protected] - 11 9 5323-2999


Notícias Relacionadas »
Comentários »