MENU

03/03/2022 às 13h31min - Atualizada em 03/03/2022 às 19h50min

Maior encontro motociclístico do Brasil gerará impacto positivo na economia e no trade turístico de Prado

Marcada para acontecer entre os dias 15 e 20 de março, a 14ª edição do Prado Moto Rock será extremamente positiva para a cidade de Prado, no Sul da Bahia.

SALA DA NOTÍCIA Priscila Kopke
Marcada para acontecer entre os dias 15 e 20 de março, a 14ª edição do Prado Moto Rock será extremamente positiva para a cidade de Prado, no Sul da Bahia. Considerado o maior encontro motociclístico do país, o evento movimentará a economia local, impactando o setor gastronômico, a área de serviços e o segmento de hospedagem, além de elevar as vendas do comércio e estimular o turismo.

O encontro está sob a coordenação da APRHOPE (Associação Pradense de Restaurantes, Hotéis, Operadoras, Pousadas e Estabelecimentos Comerciais), com o apoio da Prefeitura Municipal de Prado por meio da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte e o patrocínio do Governo do Estado da Bahia através da Secretaria de Estado de Turismo.

A organização do evento estima que mais de 8 mil pessoas, vindas de vários estados brasileiros, circularão por Prado durante a realização do Moto Rock. O ponto de encontro dos participantes será a Praça de Eventos da cidade, localizada a apenas 150 metros da praia. O local contará com um Espaço Gastronômico, área de Expositores e uma área exclusiva para os Moto Clube.

“Prado aguarda com boa expectativa a realização do Moto Rock”, enfatiza o Prefeito, Gilvan da Silva Santos. De acordo com ele,  “ somos a capital baiana do motoclismo e estamos preparados para receber os participantes e turistas, oferecendo excelente infraestrutura e serviços, de restaurantes e hospedagem, com capacidade de 6 mil leitos entre hotéis e pousadas.

Dados do Ministério da Cultura apontam que o potencial de crescimento do setor de grandes eventos é fruto da diversidade cultural brasileira, que encontra poucos paralelos no mundo – é uma economia criativa, que tem resultados maiores que outros tradicionais, sendo responsável por 2,65% do PIB.

Notícias Relacionadas »
Comentários »