MENU

27/02/2022 às 22h07min - Atualizada em 27/02/2022 às 22h07min

Em Formoso do Araguaia, homem suspeito de abusar sexualmente da própria enteada de 13 anos é preso pela Polícia Civil

Vítima sofreu vários abusos, mas era ameaçada para não denunciar o padrasto.

Rogério de Oliveira - Imprensa SSP/TO
Homem foi preso pela Polícia Civil por estupro de vulnerável em Formoso do Araguaia - Foto: DICOM SSP TO
 
Na noite desta sexta-feira, 25, a rápida intervenção da Polícia Civil do Tocantins (PC-TO), por meio da equipe de policiais civis da 84ª Delegacia de Formoso do Araguaia, sob a coordenação da delgada Thuanny Rúbia Ferreira da Silva, resultou na prisão de um homem de 35 anos. Suspeito de estuprar a própria enteada, repetidas vezes nos últimos meses, o indivíduo foi capturado, mediante cumprimento a mandado de prisão preventiva, expedido pela Vara Criminal da Comarca local.

  De acordo com a autoridade policial, a ação foi deflagrada, na manhã de hoje, no momento em que a equipe da 84ª DP tomou conhecimento de uma ocorrência de estupro de vulnerável, tendo como vítima uma adolescente de 13 anos de idade. “De imediato, mobilizamos a equipe e passamos a investigar o caso, na tentativa de identificar o autor e, principalmente, proteger a integridade física da vítima, vez que nos foi informado que os estupros ocorriam na própria residência onde a menina morava”, disse a delegada.

Segundo testemunhas, a vítima havia sido abusada sexualmente pelo seu padrasto há alguns meses atrás. “Uma das revelações mais chocantes que descobrimos nas poucas horas que investigamos o caso foi que em uma das ocasiões, o autor teria praticado o abuso sexual na presença de sua própria filha, uma criança de apenas 08 anos”, disse a delegada Thuanny. 

Com base nas investigações, logo após identificar o autor e confirmar os vários abusos, os policiais localizaram a vítima, a qual foi encaminhada ao Instituto Médico Legal e passou por exames de avaliação psicológica e social.

Após elucidar o caso, e devido a gravidade da situação e da prática reiterada do crime hediondo, no final da tarde, a autoridade policial representou, junto ao Poder Judiciário,  pela prisão preventiva do indivíduo, que foi deferida pouco tempo depois.

 De posse da ordem judicial, os policiais civis da 84ª DP intensificaram as diligências e logo conseguiram localizar e prender o autor, um homem de 35 anos de idade. “Como se não bastasse a gravidade do crime praticado, após ser preso e conduzido à Delegacia, o homem confessou os estupros, inclusive relatando quantas vezes havia abusado sexualmente de sua enteada”, ressaltou a delegada.

Além da confissão do indivíduo, os policiais também descobriram que a irmã mais nova da vítima havia presenciado o abuso, dizendo que já tinha visto o investigado completamente nu em cima da vítima. “Por meio das investigações, descobrimos ainda que a adolescente não contava a ninguém sobre os estupros porque era rotineiramente ameaçada de morte pelo agressor”, frisou a autoridade policial.

Após a realização das providências legais cabíveis, o autor foi encaminhado à Unidade Penal de Gurupi, onde ficará à disposição do Poder Judiciário. Segundo a delegada Thuanny Rúbia, a prisão do indivíduo é de suma importância, uma vez que trata-se de um crime gravíssimo e hediondo e que foi praticado inúmeras vezes.

“Logo que fomos informados do fato, concentramos todos os nossos esforços no sentido de elucidar o crime o mais rapidamente possível, uma vez que trata-se de fatos muitos graves, perpetrados contra uma vítima, que já tinha sido abusada várias vezes. Com a prisão do principal suspeito, foi possível dar uma satisfação à sociedade e, sobretudo, libertar a vítima que estava sofrendo os estupros de uma pessoa de sua própria casa e que deveria agir como pai”, disse a delegada.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »